Árbitros da FPFA ameaçam lockout no campeonato paranaense

Em nota publicada na sua página oficial no Facebook, a Federação Paranaense de Futebol Americano (FPFA) informa que foram avisados de um possível lockout durante os playoffs do campeonato paranaense, em razão de multas aplicadas pelo erro no overtime da partida entre Londrina Bristelbacks e Norte Paraná, pela temporada regular.

Confira os playoffs do campeonato paranaense

Confira a nota oficial da FPFA

“Na última terça-feira (24 de maio), a Comissão de Arbitragem da FPFA comunicou à Federação de que estaria entrando em locaute até que as decisões do Tribunal de Justiça Desportiva fossem revistas — decisões que obrigariam os árbitros a pagar a título de multa pela condenação como incursos no art. 259 do CBJD – metade das custas do overtime da partida entre Londrina Bristlebacks e Norte Paraná divididos entre os 08 árbitros envolvidos na partida.

Cumpre esclarecer que a decisão da Comissão Disciplinar (1º Grau de Jurisdição) não é definitiva, ainda há recurso pendente que será julgado nos próximos dias pelo Tribunal Pleno (2º Grau de Jurisdição), onde toda a questão será analisada novamente pelos Auditores do Pleno. Em razão desse recurso a cobrança da multa imposta pela Comissão Disciplinar nem pode ser cobrada, nem sequer chegou a ser objeto de negociação, até por que, a FPFA está aguardando o julgamento definitivo do Recurso Voluntário protocolado pela arbitragem.

Buscando uma solução que agradasse a todas as partes envolvidas e não fosse contrária à decisão do TJD, que ainda não é definitiva — órgão superior à própria Federação —, foi sugerida uma saída amigável que previa:

– Divisão do pagamento em parcelas amenas;

– Pagamento indireto, por meio de descontos em arbitragens futuras em parcelas de menos de um real;

Mesmo com a proposta, que resultaria em multas próximas a R$ 180 por árbitro envolvido (decisão ainda não definitiva que ainda pode ser reformada pelo Pleno), a Comissão de Arbitragem decidiu manter a decisão do locaute, não aceitando os argumentos da Federação e exigindo que a própria organização seja contrária à decisão judicial.

Vale ressaltar, ainda, que a está multa prevista no CBJD, legislação federal aplicável aos esportes amadores, no qual o valor despendido pela FPFA foi somente um norte para a dosimetria da penalidade pelos Auditores, uma vez que essa multa não tem nada a ver com os custos do jogo (já arcados pela FPFA em cumprimento a decisão do Tribunal Pleno). É uma multa que pode ser fixada entre R$ 100,00 e R$ 1.000,00 e os auditores chegaram a esse valor usando como argumento 50% dos custos do OT.

Visando manter o campeonato em andamento, a FPFA está buscando soluções com a própria equipe de arbitragem, pois a postura da FPFA é pela conciliação com seus árbitros e também respeitar a decisão proferida pela Comissão Disciplinar que, ainda, será revista pelo Tribunal Pleno. Quanto a celeridade no julgamento, de se destacar que os recursos foram protocolados na segunda feira passada, não havendo tempo hábil para realizar o julgamento pelo Pleno antes das Semifinais, principalmente por conta do feriado, contudo a FPFA irá diligenciar para realizar esse julgamento na próxima semana.

A FPFA lembra, também, que todos os personagens do TJD do Futebol Americano prestam auxílio ao Campeonato Paranaense voluntariamente, por amor ao esporte e ao Direito Desportivo.”