Cascais Crusaders aproveita desfalque do Algarve Sharks para se firmar na zona de classificação aos playoffs

#33 Henriques foi responsável por dois TDs do Cascais Crusaders na partida. Foto Margarida Cautela

O Cascais Crusaders surpreende nesta temporada 2017/2018 da Liga Portuguesa de Futebol Americano (LPFA). Na tarde deste sábado (10), o elenco da Região Metropolitana de Lisboa bateu com facilidade o Algarve Sharks pelo placar de 42 a 6. O duelo foi realizado no Campo das Fontaínhas, em Cascais.

Saiba como está a classificação da Liga Portuguesa



Os Crusaders aproveitaram o pouco recurso humano dos Sharks, já que o elenco do Faro contou somente com 19 jogadores disponíveis na partida, alguns devido às lesões. Os mandantes abriram a contagem logo no primeiro drive. Em uma corrida curta do signal caller #1 Manuel Farano para touchdown. O placekicker #98 Rodolfo Cruz completou com o PAT. Na sequência, o running back #24 Wilson Rocha executou uma big play de cerca de 50yd para TD. Cruz acertou o extra point Mais tarde, o running back #33 Alexandre Henriques visitou a endzone algarvia em uma corrida pela lateral de 10yd. Desta vez, Cruz chutou para fora dos postes.

A resposta dos Sharks foi imediata. Os visitantes conseguiram adentrar a redzone pela primeira vez no jogo. O quarterback inglês #5 Ashley Bailey conectou o wide receiver  e compatriota #19 Nick Slater em um passe de 5yd para touchdown. O kicker #12 Bernardo Agapito perdeu o try.

No segundo quarto, a tentativa de reação do Faro foi por água a baixo. Os Crusaders voltaram a marcar pontos contra a desfalcada defesa rival. Uma corrida curta de Henrques ampliou a vantagem dos mandantes. Cruz voltou a acertar a pelota no meio do “Y”. Dentro do two minute warning, Farano conectou o wide receiver #13 João Barreiros em uma big play de 40yd para touchdown. Cruz manteve o bom aproveitamento no extra point. 34-6.

Na etapa complementar, o head coach dos Crusaders, Paulo Terrinca, aproveitou para rodar o plantel, uma vez que o adversário já se encontrava com pouco fôlego para conter as campanhas dos mandantes. Do outro lado da bola, os comandados dos coaches Pedro Viana e o canadense Lance Heron não deixaram alterar o marcador.

No andamento do último período, o safety brasileiro #27 Patrick Mussi interceptou o quarterabck rival e retornou para pick six em um lance de cerca de 60yd. Cruz teve o chute bloqueado pelo special team do Algarve, entretanto, a sorte sorriu para os donos da casa, a bola sobrou para o holder #12 Alexandre Álvaro conquistar o try. Final 42-6.

— Já esperávamos que trouxessem poucos jogadores, pois o plantel dos Sharks é curto desde o princípio da época. Em relação ao jogo nós preparamos nos muito bem, a defesa fez um grande trabalho durante a semana para ao estudar a ataque dos Sharks é por isso conseguimos praticamente anular o ataque deles. Em relação ao ataque entramos muito fortes principalmente no jogo de corrida. Chegamos rapidamente a uma vantagem larga por 20 a 0 e a partir daí tudo se tornou numa questão de manter a cabeça fria — explicou Rodolfo Cruz após o duelo.

O resultado mantém o Cascais Crusaders na terceira colocação do Grupo Sul com campanha 4-4 e dentro da zona de classificação aos playoffs. O penúltimo compromisso da temporada regular está agendado para o dia 24 de fevereiro, quando recebe o estreante Évora Eagles (0-7).

Já o Algarve Sharks segue na segunda posição do Sul com retrospecto de 5-2. Os algarvios terão pela frente o Lisboa Devils (6-1), no dia 17 de fevereiro, em Loulé. Uma vitória contra os lisboetas aproxima o time do Faro de uma das vagas na pós-temporada.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

COMMENTS

Leave a Comment