Comitê gestor do BFA suspende o Santos Tsunami das temporadas 2017 e 2018

O comitê gestor do Brasil Futebol Americano (BFA) entendeu que por descumprimento do regulamento da temporada 2017 da competição, o Santos Tsunami está suspenso da disputa. Dois grandes motivos levaram a tomada de decisão dos dirigentes do campeonato: o incidente sobre a arbitragem no dia 19 de agosto no jogo contra o Sada Cruzeiro; e a participação de jogadores irregulares no último confronto contra o Rio de Janeiro Patriotas.

Confira a classificação do BFA



De acordo com nota publicada pelo BFA na página oficial no Facebook, todas as infrações de estrutura do evento foram levantadas e a multa administrativa aplicada. Leia abaixo a nota sobre o episódio no jogo contra o Cruzeiro.

“Em falha da equipe em comunicar o Comitê Gestor sobre o problema com a arbitragem, foi escalada pelo Santos Tsunami uma equipe de arbitragem com membros relacionados diretamente com à equipe mandante, enquanto havia o entendimento de que o jogo seria apitado por árbitros que haviam atuado em outras partidas de futebol americano, inclusive da SPFL.

Novas medidas passam a aser tomadas pelo Comitê Gestor a partir de agora, com o a confirmação prévia da arbitragem e do Delegado da partida.

Não serão mais aceitos jogos com escalas de arbitragem montadas pelos times e formados por membros diretamente ligados às equipes, assim como serão indicados sempre delegados pela BFA, como prevê o regulamento.

Qualquer equipe que deliberadamente trocar os envolvidos sem consulta e aprovação do Comitê Gestor ficará sujeita a aplicação de W.O. na partida, multa administrativa e exclusão da BFA em 2017 e 2018.

A equipe do Santos Tsunami já foi advertida formalmente.”

Devido às respostas da comunidade do futebol americano jogado no Brasil sobre o episódio que envolveu o jogo entre Goiânia Rednecks versus Campo Grande Predadores, o comitê gestor explicou que houve negociação com a equipe de arbitragem e a federação local, mas que não obteve êxito. Diferente do caso do Tsunami que assumiu o risco de montar a escala.

Após ser notificada formalmente, o comitê gestor soube a escalação de nove atletas no jogo contra o Rio de Janeiro Patriotas, realizada neste último final de semana, no Rio, e puniu o Tsunami com a exclusão da edição 2017 e 2018 do certame nacional.

“No dia 2 de setembro de 2017, em partida contra o Patriotas, no Rio de Janeiro, a equipe do Santos Tsuami colocou em campo 9 jogadores que não estavam inscritos na BFA 2017.

Considerando o Artigo 3 do Regulamento, que trata sobre as datas da inscrição; considerando a lista de jogadores inscritos, enviada pela BFA antes do jogo; considerando a lista de jogadores inscritos no campeonato, divulgada semanas antes do jogo; e considerando a punição prevista pelo Regulamento:

• A Equipe do Santos Tsunami está punida com W.O. na partida, sendo decretado o placar de 49 a 0 em favor dos Patriotas;
• A equipe do Santos Tsunami está punida com a multa administrativa de R$ 5.000,00 a ser paga em até 30 dias;
• A equipe do Santos Tsunami está suspensa da BFA 2017 e impedida de participar da BFA 2018;
• Os jogos restantes da equipe do Santos Tsunami estão suspensos e será decretado o placar de 49 a 0 para os adversários.”

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment