Corinthians Steamrollers anuncia lista de dispensa do roster

Em um comunicado oficial do Corinthians Steamrollers aos jogadores ao roster principal da equipe, a diretoria anunciou a lista de dispensa de 13 atletas.

Confira a nota

“Já dando inicio a temporada 2016, a equipe não contará com os jogadores renomados que fizeram história no CS.

Agradecemos aos seguintes jogadores amadores, por sua colaboração a equipe do Corinthians futebol americano, e a parcela de cada um nas conquistas, porém fica decidido o desligamento efetivo dos seguintes jogadores:

Andrei Gomes
Caio Vilarosa
Erick Moraes
Erico Coutinho
Jeremias Janjão
João de Carolli
Marcelo Rinaldi
Marcus Vinicius
Ramon Verdugo
Raphael Chiampi
Ricardo Groner
Thiago Honório
Wanderson Araujo

Os critérios para a decisão podem ser um ou mais dos descritos abaixo:

1. Excesso de faltas nos treinos.
2. Faltas em treinos em momentos decisivos.
3. Atrasos em treinos.
4. Atrasos em jogos.
5. Ausência de condição física satisfatória.
6. Ausência de evolução física.
7. Ausência de estudo tático.
8. Ausência de evolução tática.
9. Ausência de conhecimento do playbook.
10. Ausência de dedicação aos treinamentos coletivos.
11. Ausência de dedicação aos treinamentos individuais.
12. Ausência de interesse em evoluir.
13. Ausência de comprometimento com a equipe.
14. Ausência de engajamento extracampo com a equipe.
15. Ausência de motivação.
16. Mal comportamento.
17. Desestabilidade emocional.
18. Desrespeito.
19. Intimidação e maus tratos a colegas de equipe.

Dito isso, para a evolução futura precisamos de jogadores que se dediquem a equipe, durante a semana na parte física e teórica, no final de semana na parte técnica e tática. Deve haver respeito e cooperação entre todos do elenco, um ajuda o outro a melhorar, para isso todos devem treinar juntos sempre que a equipe tem um compromisso e todos devem estudar o conteúdo teórico da equipe, acima de tudo, todos devem possuir um comportamento correto e exemplar, respeitando horários, compromissos, colegas e staff. Juntos podemos e vamos.”