Corupá Buffalos aproveita melhor desempenho no special team para vencer o Porto Alegre Pumpkins e conquistar a Copa Sul

Corupá Buffalos conquista o segundo título da sua história. Foto Wilian Auler

Temos um novo campeão na Copa Sul. No último sábado (18), o Corupá Buffalos derrotou o Porto Alegre Pumpkins pelo placar de 14 a 13 e conquistou pela primeira vez a competição promovida pela Federação Catarinense de Futebol Americano (FCFA). O evento foi realizado no estádio Camilo Mussi, em Itajaí.

Saiba como foi a temporada 2017 da Copa Sul



Um fato curioso marcou a partida. Pela primeira vez a decisão foi disputada por equipes piores ranqueadas na classificação geral. Os Pumpkins encerraram a temporada regular na quinta colocação, com campanha de 2-1. Enquanto que os Buffalos foram os sextos com 1-1-1. Mesmo com melhor desempenho na primeira fase, os gaúchos não mandaram a partida, que por determinação da FCFA, a final sempre será em Santa Catarina.

O primeiro quarto foi marcado por trocas de posse de bola. O lapso foi uma campanha de Corupá que visitou a redzone de Porto Alegre. Após mal proteção no punt, o punt returner dos Buffalos colocou o time na linha de 40yd do campo de ataque. O lance ainda foi somado com uma falta de conduta antidesportiva dos laranjas, que colocou os catarinenses perto do gol. Entretanto, por erros sucessivos do ataque, restou ao placekicker #86 Julio Francener um field goal de 26yd, que foi chutado para fora.

Durante o segundo quarto, os Buffalos abriram a contagem com uma corrida end around executada pelo wide receiver Francener na linha de 30yd do campo de ataque. O próprio receiver tratou de ampliar a vantagem com o acerto do PAT. Na sequência, erros consecutivos por faltas, má cobertura das flats e missed tackles deixaram os Buffalos na linha de 2yd. Bastou ao signal caller #17 Helton Erzinger realizar o QB sneak para ultrapassar a linha da meta gaúcha com o segundo touchdown. Francener conferiu o extra point – que faria a diferença no final do jogo. O contragolpe dos Pumpkins foi imediato. O quarterabck #56 Rafael “Nego Darth” Rodrigues conectar o wide receiver #18 Gabriel Fontanella em um passe de 16yd para touchdown. O próprio Fontanella – que substituiu o starter #3 Maicky Jones, que sofreu uma lesão no jogo contra o Porto Alegre Bulls – acertou o arremate de bonificação. 14-7.

Após o halftime break, os ataques pouco produziram no relvado artificial de Itajaí, tanto que o placar se manteve com uma posse de bola a favor de Corupá.

Durante o último período, os Pumpkins estavam dispostos a buscar o resultado, mesmo com o relógio contra os porto-alegrenses. A equipe do Rio Grande do Sul chegou a adentrar a linha de 30yd do campo de ataque, mas um turnover on downs minou a potencialidade de empate. Dentro do two minute warning e a 55 segundos do fim, Rodrigues encontrou o running back, na posição de slot receiver, #25 Pedro Gabriel “Coturno” Garcia em um passe de 10yd para touchdown. A chance de empatar a partida foi desperdiçada após um bad snap do long snapper #57 Max John Dutra. Os Pumpkins ainda perderam o onside kick. Bastou ao ataque de Corupá ajoelhar em campo e conquistar o título. Final 14-13.

Este é o primeiro título interestadual do Corupá Buffalos na história. A única conquista até então havia sido em 2012, no campeonato catarinense. Já o Porto Alegre Pumpkins chegou pela primeira vez a uma final interestadual. O último título dos abóboras foi em 2014, no campeonato gaúcho.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment