Cuiabá Arsenal devolve derrota sofrida na temporada contra o Sinop Coyotes

Cuiabá Arsenal arranca com vitória na temporada 2017 do BFA. Foto Julio Tabile

O Cuiabá Arsenal venceu o Sinop Coyotes na partida de estreia no Brasil Futebol Americano (BFA), realizada no final da tarde desse domingo (16), no Estádio Municipal Massami Uriu, o Gigante do Norte, em Sinop, por 34 a 13. Foi o primeiro jogo de ambos no nacional deste ano, mas um histórico décimo confronto entre si, em que a capital tem saldo positivo de nove vitórias e uma derrota.

Confira a classificação do BFA



A histórica rivalidade já perdura por cinco anos e por dez partidas. Teve início no campeonato brasileiro de 2012, passou pelo brasileiro de 2013, depois pelos campeonatos estaduais mato-grossenses de 2015, 2016 e 2017, foi nesse último que o Sinop Coyotes obteve a única vitória, e pelo brasileiro de 2017, o duelo mais atual. Além disso, seis dos dez jogos ocorreram na casa do rival e todos foram vencidos pelo Arsenal, que mantém a hegemonia na casa dos Coyotes.

O Cuiabá Arsenal terá como próximos adversários os Tubarões do Cerrado, no fim de semana de 29 e 30 de julho, no Estádio Municipal Aquino Monteiro da Silva, o “Monteirão”, reformado nas cores e com a logomarca do Arsenal, na cidade de Acorizal, depois o Campo Grande Predadores, no fim de semana de 12 e 13 de agosto, com mando de campo em Acorizal, e, por fim da fase classificatória, o Goiânia Rednecks, em 9 e 10 de setembro, em Goiânia.

Os Tubarões do Cerrado é o primeiro e o mais antigo rival do Cuiabá Arsenal. A primeira partida da história de ambos os times foi um contra o outro em 16 de junho de 2006, no mini estádio do bairro CPA I, em Cuiabá, há exatos onze anos, um mês e um dia atrás, com o placar de 30 a oito para o Cuiabá Arsenal. Mas ainda naquele mesmo ano (2006), repetiram o maior clássico do Centro-Oeste e dessa vez a vitória foi dos Tubarões do Cerrado por 14 a doze, em Brasília.

Texto: Junior Martins/Arsenal

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment