Cuiabá Arsenal enfrenta Tangará Taurus neste sábado pelo mato-grossense

Jogadores seguem a preparação para o estadual. Foto Junior Martins/Arsenal

O Cuiabá Arsenal começa a temporada 2016 em jogo contra o Tangará Taurus, no próximo sábado (16), às 15h, com ingressos ao preço de R$ 10, pela 2ª edição do campeonato mato-grossense, no Estádio Municipal Mané Garrincha, em Tangará da Serra. A competição também conta com a participação das equipes do Sinop Coyotes, Rondonópolis Hawks e Sorriso Hornets.

Confira a classificação do campeonato mato-grossense

O campeão do estadual do ano passado foi o Cuiabá Arsenal. Seguido pelo vice-campeão Sinop Coyotes, Sorriso Hornets (em 3º lugar), Rondonópolis Hawks (4º) e Tangará Taurus (na 5ª posição). Arsenal e Taurus não se enfrentaram na primeira edição da competição, mas o time tangaraense teve duas derrotas, uma contra o Sinop Coyotes com placar de 72 a zero e outra contra o Sorriso Hornets por 46 a dois. Campanha que a equipe quer superar neste ano.

O Cuiabá Arsenal disputou três partidas no estadual de 2015. Foram duas vitórias em cima do Rondonópolis Hawks, uma com placar de 21 a zero dentro do estádio Dutrinha, em Cuiabá, e outra por 35 a 13 no estádio Luthero Lopes, em Rondonópolis, ambas pela etapa classificatória do certame. E teve um confronto contra o Sinop Coyotes na final, no estádio Gigante do Norte, em Sinop, com placar de 40 a 8. O Cuiabá Arsenal levou o título com campanha invicta.

De acordo com o presidente do Arsenal, Paulo Cesar Machado, após o período de recesso do fim de 2015 e início de 2016, a equipe retornou aos treinos já no mês de fevereiro e, de lá para cá, manteve uma agenda com quatro dias de treinos por semana, toda terça, quinta, sábado e domingo. Mais a preparação física diária (musculação) realizada em academias. E, segundo ele, ainda alguns treinos extras para estudo de estratégias.

— Nossos jogadores possuem uma rotina intensa de preparação. Fazem treinamentos diários em academias de musculação, também treinam quatro vezes por semana em campo, com exercícios para melhorar o desempenho físico e drills para aprimorar a técnica, tomam suplementação alimentar e fazem capacitações, como estudo de estratégia, vídeos e livro de jogadas — conta Paulo.

Texto Junior Martins/Arsenal