Góes comanda a vitória da Portuguesa Futebol Americano contra o São Paulo Storm pelo BFA

Portuguesa Futebol Americano ainda sonha com a vaga nos playoffs do BFA. Foto Ronaldo Barreto

A Portuguesa Futebol Americano não sabe o que perder para o São Paulo Storm na temporada 2018. Em três encontros neste ano, três triunfos do elenco lusitano. Dois pela São Paulo Football League (SPFL). E a última pelo Brasil Futebol Americano (BFA). Este último, disputado no domingo (25), no relvado do Canindé, em São Paulo, pelo encerramento da semana 6 do certame nacional. A Portuguesa desbancou a tempestade azul pelo placar de 20 a 7.

Confira a classificação do BFA

A Portuguesa inaugurou o placar no seu segundo drive. O signal caller #16 Catullo Góes conectou o wideout #8 Luiz Felipe Domingues em uma big play de 36yd para touchdown. O placekicker #3 Renan “Buzz” Barbosa conferiu o PAT.

O Storm tentou responder de forma imediata. O quarterback #7 Cauê Martins liderou o ataque até a redzone. A campanha não surtiu efeito com um chute de 31yd de field goal do kicker #31 Leonardo Marques que foi para fora.

Durante o segundo quarto, as defesas trataram de conter os avanços do ataque. O Storm até conseguiu forçar um fumble, que foi recuperado pelo linebacker #47 Rene Matela. Porém o turnover não foi transformado em pontos pelo lado azul de São Paulo. O backup quarterback #2 Lucas Brandão executou mal o pitch, que virou em fumble recuperado pelo linebacker #52 Alexander Soares.

Diferente do Storm, a Portuguesa conseguiu capitalizar o turnover. A dupla Góes-Domingues visitou a endzone pela segunda vez, em um passe de 9yd para touchdown. Barbosa arrematou o extra point na trave. 13-0.

A volta do intervalo seguiu com um domínio pelo lado defensivo da bola. Storm e Portuguesa conseguiram forçar um turnover cada. Tanto que o quarto não teve o placar modificado.

Com o andamento do último período, o drive terrestre dos mandantes surtiu efeito. O halfback #26 Murilo Marin aproveitou duas boas descidas para colocar o time na linha de 6yd do território do Storm. Góes executou o read option e encontrou um gap sem marcação para percorrer a distancia que faltava para ultrapassar o plano de gol. Barbosa finalizou com o acerto do try.

O Storm conseguiu descontar no hike seguinte. O running back #32 Felipe Henrique “Finex” Alves recebeu o toss, cortou das hashmarks em direção a sideline, quebrou tackles e venceu 60yd até entrar na endzone e anotar o touchdown. Marques conferiu o PAT. Só que era tarde demais para os visitantes esboçarem uma reação. Final 20-7.

— Essa vitória de ontem foi a sétima em oito jogos, aí foi o 7 a 1. É um jogo legal de jogar e principalmente de vencer, os times se conhecem muito, é difícil surpreender o adversário quando se joga três vezes no ano. Então, é bem satisfatório poder confirmar a superioridade no ano com a terceira vitória, ainda mais com essa rivalidade tão próxima entre nós — avaliou Góes.

O triunfo coloca a Portuguesa na terceira colocação do Grupo Oeste da Conferência Sudeste com campanha de 3-1. O time volta a campo no dia 8 de setembro, quando enfrenta o Vasco da Gama Patriotas (3-0), no Rio de Janeiro.

Já o São Paulo Storm cai para a quarta posição do Oeste com 2-2. O programa tentará a reabilitação no dia 15 de setembro, quando viaja a Belo Horizonte para duelar contra o Galo Futebol Americano (3-0).

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment