IFAF adia a World Championship para o ano de 2023

A International Federation of American Football (IFAF) anunciou que a edição 2019 da IFAF World Championship, originalmente agendada para ocorreu no final de julho e início de agosto, na cidade de Wollongong, na Austrália, será adiada para o ano de 2023.

Conheça o estádio que receberia os jogos na Austrália

Após a Gridiron Australia informar que Wollongong havia sido escolhida como a cidade-sede para receber os jogos, ainda em setembro de 2018, a IFAF confirmou pela permanência dos aussies em organizar o próximo mundial.

De acordo com o presidente da IFAF, Richard MacLean, a inabilidade das principais potências globais em participar da competição em um período tão curto, foi um dos motivos para remarcação. Nações que já haviam declinado a vaga, ou que tinham incapacidade financeira para ir à Oceania, como foram casos de Áustria, França, México e Canadá.

— Depois do congresso no Panamá, quando foi anunciado que a Austrália seria a anfitriã do torneio, sentimos que poderíamos avançar em curso. Porém, alguns países começaram a analisar os números assim que voltaram para casa, ficou claro que encontrar fundos em um período curto não seria viável, senão impossível — comentou MacLean ao American Football International.

MacLean informa que a decisão pela remarcação partiu de 12 membros da gestão executiva da IFAF, com mais dez representantes nacionais, além da Gridiron Australia.

— Não foi uma decisão fácil a ser tomada. Todo o negócio se tomou um efeito cascata. Assim que um país se manifestou em dúvida sobre a viabilidade de participar, os outros começaram a expressar suas preocupações. Decidimos após uma grande rodada de negociações que devemos acalmar o ritmo, para dar fôlego às nações e deixa-los planejar de forma correta. Um evento desta magnitude requer algum financiamento público, que pode levar dois anos para conseguir — explicou MacLean.

Até recentemente, a comunidade internacional estava em estado de turbulência. A 2015 IFAF World Championship foi cancelado em Estocolmo, na Suécia, e mudou-se para Canton, nos Estados Unidos em pouco tempo. A IFAF sofreu então uma divisão global que levou até setembro de 2018 para ser resolvida. Seguindo a decisão do CAS, que confirmou Richard MacLean como o presidente da IFAF, o órgão governamental do futebol americano trabalha para reconstruir a organização global, bem como a árdua tarefa de reparar e restaurar relacionamentos.

Texto extraído da American Football International

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment