Juventude bate Porto Alegre Pumpkins e mantém invencibilidade no Rio Grande do Sul

A forte chuva atrapalhou ambos os desempenhos. Foto Rui Webb

Em um jogo cerrado, com alto nível de rivalidade – por mais recente que seja –, um clima pesado, chuva e muita vontade de mostrar superioridade, o Juventude recebeu o Porto Alegre Pumpkins num confronto que estava além do campeonato gaúcho. O encontro válido pela semana 12 do certame e encerramento da temporada regular ocorreu no CT do Juventude, em Caxias do Sul. Numa tarde com os ânimos a flor da pele, a papada deu uma demonstração do seu poderio ao bater o rival laranja por 25 a 0, para conquistar a Conferência Leste, garantir a ida direta a semifinal e manter a invencibilidade no Rio Grande do Sul.

Confira a classificação do campeonato gaúcho

No primeiro quarto, os mandantes aproveitaram sucessivos erros dos Pumpkins para se posicionar na redzone. O quarterback #18 Eduardo Cauzzi conectou o wide receiver #17 Douglas Pinto para touchdown. O kicker #19 Matheus Ely completou com o PAT. Na sequência, a defesa alviverde tratou de forçar um safety para aumentar a diferença, num bad snap dos abóboras.

Apesar da forte chuva e a bola molhada, que dificultava a recepção dos receivers, o cornerback #21 Arthur Brandalise conseguiu interceptar o quarterback #7 Antonio Freire e retornar para pick six. Ely novamente botou a bola entre as traves. Mais tarde, o running back artilheiro #49 Bruno Bortoluzzi ultrapassou a goal line para anotar o terceiro TD de Caxias. Desta vez, o special team de Porto Alegre evitou a pontuação extra.

Os visitantes ainda conseguiram chegar a linha de 1yd do campo de ataque. Com a situação em primeira para gol, Porto Alegre sofreu o fumble e o turnover, no único lapso de uma boa campanha ofensiva. Bastou a Cauzzi ajoelhar na bola e esperar o final do primeiro tempo 22-0.

Na volta do intervalo, os Pumpkins seguiram com problemas para conquistar o first down. Campanhas terminadas em punt só facilitaram a vida dos comandados do head coach Wesley Mota. O terceiro quarto acabou sem pontuação. Na entrada do derradeiro período, Ely ampliou a vantagem em um field goal.

Com pouca visibilidade, devido ao atraso do início da partida e o final de tarde na Serra Gaúcha, os árbitros juntamente com os treinadores Mota e William McArthur decidiram pelo encerramento prematuro do duelo. Final 25-0.

— A chuva prejudicou muito nosso ataque, que acabou tendo que mudar o plano de jogo e não funcionou. Erramos demais e o Juventude soube aproveitar os erros. Nossa defesa foi bem, ataque deles andou pouco. Acabamos dando os pontos para eles — explicou Freire.

Com a vitória o Juventude encerra a temporada regular com campanha 4-0, líder da chave, conquista a Conferência Leste e o melhor retrospecto entre os dez participantes. O resultado também garante a manutenção da invencibilidade do elenco de Caxias do Sul no campeonato gaúcho. Já são sete partidas oficiais sem perder em competições da FGFA. Agora, o time espera a equipe de pior seed na semifinal – as possibilidades são: Pumpkins, Redskulls e Drones.

Já a derrota acaba com a sequência de três vitórias seguidas dos Pumpkins. O time da Capital termina na segunda colocação do Leste e a quarta campanha no geral. Os abóboras irão enfrentar o Restinga Redskulls (2-2), em Porto Alegre, pelo wildcard. Caso vença os caveiras vermelhas, o lado laranja poderá encarar o Juventude novamente ou o Santa Cruz Chacais (4-0) – desde que os Drones (2-2) vençam o Santa Maria Soldiers (3-1).