Manaus Cavaliers bate rival Amazon Black Hawks e se aproxima dos playoffs do amazonense

O Manaus Cavaliers está a uma vitória de encerrar com o seed #1. Foto Los Santos Fotografia

Neste domingo (09/10), o Amazon Black Hawks recebeu o Manaus Cavaliers em confronto válido pela 7ª rodada do Campeonato Amazonense de Futebol Americano. E foi o Cavs que, após mais de 3h45 de partida sob fortíssimo calor, que saiu vencedor por 32-26. A partida foi uma das mais longas da história do esporte no estado, com 3 prorrogações jogadas para definir o placar.

Confira a classificação do campeonato amazonense

Logo na sua primeira campanha, o Cavs abriu o placar com um touchdown terrestre de 80 jardas do HB #6 Cristiano Borel. O ponto extra não foi convertido. Ambos os times continuaram a tentar pontuar no primeiro quarto, mas as faltas e falhas de execução mantiveram o placar em 6-0 para os visitantes.

No segundo quarto, após chegar à redzone e não converter em pontos, o Black Hawks anotou o seu primeiro touchdown do dia. O HB #21 Cleidison Medeiros entrou na endzone correndo e empatou o placar. Com o XP convertido pelo K #93 Johnatan Ferreira, o time da casa virou a partida. Os visitantes ainda tiveram uma chance de virar a partida antes do intervalo, mas o QB #1 Fernando Brandão foi interceptado na linha de jardas a segundos do fim do tempo.

Na volta do descanso, o Black ampliou a liderança para 14-6 após touchdown terrestre do QB #26 Filipe Bindá. O ponto extra foi convertido pelo K Johnatan Ferreira. Mas, não demorou muito para que o Cavs diminuísse a distância: Brandão em um belo passe longo encontrou o WR Renato Mondego em um passe de 40 jardas e colocou o placar em 14-12. O ponto extra não foi convertido.

O Black Hawks não se abateu e seguindo impondo seu jogo terrestre. Em duas boas campanhas, o time da casa converteu em dois longos field goals do K Johnatan. Isso aumentou a vantagem dos Falcões para 20-12.

No último quarto, precisando de um touchdown e uma conversão de 2 pontos para empatar, o Cavs foi pra cima do time do Black. Não teve sucesso em sua primeira campanha no período, mas na segunda campanha, após um punt ruim do time da casa, o pentacampeão amazonense anotou um longo touchdown com o TE #86 Welff Junior em passe de Brandão. Paulo Ronaldo garantiu a conversão e o jogo, empatado em 20-20, foi para a prorrogação.

Na primeira campanha da prorrogação o Black não deu chances à defesa do Cavs e anotou um touchdown terrestre com o QB Filipe Bindá. Isso obrigava o Cavs a marcar ou a vitória seria dos Falcões. Na primeira campanha do Cavs, a defesa do time da casa foi muito bem e obrigou o time visitante a tentar uma 4ª para 25 jardas precisando marcar o touchdown.

Mesmo com a situação adversa, Brandão encontrou o WR #84 Diego Aparício na endzone para um touchdown milagroso que colocava o Cavs de volta ao jogo. O extra point bastaria para a vitória, mas o K #4 Raul Brandão errou o chute.

Na segunda série de descidas, o Cavs conseguiu uma interceptação com o CB #26 Robson Pedrosa e bastaria um field goal para encerrar a partida. Após não conseguir avançar nas três primeiras descidas, o time visitante escolheu chutar, mas a bola passou raspando o poste esquerdo. Mais uma prorrogação.

Na terceira e última prorrogação, a defesa do Cavaliers apareceu e não deixou o Black avançar em 3 descidas, além de ter contado com o erro no field goal do time da casa. Em sua posse de bola, o Brandão novamente apareceu para conectar um longo passe para a endzone. O WR #82 Paulo Ronaldo agarrou a bola e deu a vitória sofrida ao líder do campeonato. Uma partida digna da tradição dos 8 títulos estaduais somados entre as duas equipes.

O Cavs (6-1) só volta a jogar no próximo mês (13/11) contra o Manaus North Lions (5-2), decidindo quem será o seed #1 que vai direto para o Manaus Bowl. O Black (4-3) também só volta a campo em novembro (06/11) em partida decisiva contra o Manaus Broncos (4-2).

Texto: Assessoria/Cavaliers

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment