Palmeiras Locomotives supera 2015 e vence a Freedom Four Cup de 2016

Jogadores do Palmeiras Locomotives celebram façanha na FFC. Foto Fabio Teodoro Santos

No último domingo (18), o Palmeiras Locomotives garantiu seu primeiro título no full pads. A equipe reeditou a final da Freedom Four Cup (FFC) de 2015 contra o São Paulo Monsters. Diferente do ano passado, os Locomotives venceram pelo placar de 26 a 6.

Saiba como foi a temporada 2016 da Freedom Four Cup



— Esse título coroa o ano em que o Palmeiras Locomotives completa seus dez anos. Foram meses de treinos intensos, com muita dedicação por parte da comissão técnica e, principalmente, dos jogadores. Esse título é de todos os atletas que se dedicaram, muitas vezes, abdicando da família. Por isso temos que agradecer principalmente a todos os familiares, que além de aguentarem nossas ausências, ainda nos apoiam incondicionalmente — declarou emocionado o head coach dos Locomotives, André Gassul.

O reconhecimento também vem da equipe adversária.

— O jogo foi muito bom e o resultado não foi sorte, foi mérito do Palmeiras Locomotives que jogou muito bem a partir do segundo tempo e conquistou essa vitória. A Freedom Four Cup representa o crescimento dos Monsters até aqui. Foi por meio desse torneio que conseguimos evoluir, saindo apenas dos nossos locais de treinos para um campeonato de verdade — ressaltou o defensive back #40 Gabriel Jacomini, MVP dos Monsters.

A partida também marcou a aposentadoria dos campos do quarterabck alviverde Marlon Paes. O atleta iniciou sua jornada com os Locomotives no início de 2014 e encerra seu ciclo com uma trajetória de superação e importante auxílio no crescimento e conquista do título pela sua equipe.

A partida

A equipe, campeã da última edição da FFC, conquistou importantes avanços, principalmente, por meio do passe de 8 jardas do quarterback #1 Roberto Henrique para o wide receiver #87 Willian Douglas e de 34 jardas para o wide receiver #84 Rodrigo Cambui. A partir dali, Henrique conectou o receiver #85 Lincoln Lagaris para touchdown. Sem a conversão do extra.

Na sequência, os Locomotives mostraram-se abalado com a campanha inicial do adversário. O ataque não conseguiu evoluir em campo e o jogo ficou mais amarrado.

O segundo quarto foi marcado por turnovers entre as duas equipes. As secundárias deram um show de interceptações e forçamento de fumbles. 0-6.

Na volta do intervalo, em um drive que levou os palmeirenses a visitar a redzone, o quarterback #18 Wohlers encontrou um gap na defesa rival e visitou a endzone. O ST alviverde também desperdiçou o try.

Na campanha seguinte, o defensive back #30 Lucas interceptou o QB dos monstros e posicionou o ataque dos Locomotives perto da goal line. A campanha iniciou na linha de 13 jardas do território azul, que foi suficiente para a corrida do running back #28 Giba para novo touchdown. Desta vez, o kicker #12 Matheus Pellizer conferiu o PAT.

O ataque do Monsters não teve muita chance de mostrar trabalho. Ainda na segunda descida, a equipe foi surpreendida com uma pick six do linebacker #56 Renato Fiori. Sem a conversão do extra point.

Com a situação da partida, o São Paulo Monsters precisava se concentrar no jogo, mas parecia ficar cada vez mais complicado. Após campanha sem avanços do ataque, no punt, um bad snap resultou em sack, com o Locomotives iniciando sua nova campanha da linha de 21 jardas do ataque.

Bastou ao Wohlers encontrar o tight end #87 Ximenes em um passe de 18yd para TD. Pellizer acertou o chute de bonificação para decretar o título aos Locomotives. Final 26-6.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.