Porto Alegre Pumpkins mantém invencibilidade e conquista vaga aos playoffs

Os Pumpkins somam-se aos Soldiers na pós-temporada do certame estadual. Foto Henrique Riffel

Em uma tarde quente neste domingo (17), que lembrou os tempos de “Forno Alegre” no verão escaldante, o Porto Alegre Pumpkins recebeu o Restinga Redskulls pela partida de encerramento da semana 8 do campeonato gaúcho, no Complexo Esportivo da PUCRS, na capital do Rio Grande do Sul. No primeiro encontro oficial entre as duas equipes, os abóboras derrotaram o rival citadino por 25 a 15. A vitória do lado laranja de Porto Alegre garantiu a segunda equipe a classificar aos playoffs.

Confira a classificação do campeonato gaúcho

Com um sol de rachar logo nos primeiros minutos, os caveiras vermelhas se encontravam com as costas contra a parede, quando o running back #34 Pedro “Coturno” Gabriel encontrou um gap na defesa adversária e percorreu 86yd para anotar o touchdown. Na sequência, o kicker #91 Alessandro Ferreira converteu o PAT. Antes do término do primeiro quarto, os Pumpkins reagiram em uma conexão de 47yd do quarterback #7 Antonio Freire para o wideout #15 Thuan Lemos. O kicker #24 Felipe Medeiros acertou o chute de bonificação.

No segundo quarto, Freire encontrou o wide receiver, e principal target, #87 Pedro Boni em um passe de 11yd para touchdown. Na conversão do extra point, o kicker #89 Luã Fontoura chutou para fora. No drive seguinte, os Redskulls sofreram uma baixa do backup quarterback #5 Guilherme Sperotto*, que ao realizar um slide, no final da jogada acabou se chocando com um defensor dos Pumpkins e fraturou o pé*. Para seu lugar, o fullback #30 Everton Hoffmann improvisou na posição no último snap do primeiro tempo. 13-7.

Após o intervalo, o jogo ficou equilibrado com o ingresso do tight end #49 Jhonathan Penha na posição de QB nos Redskulls. Mas, os abóboras trataram de ampliar com uma fly de Freire-Boni de 71yd para touchdown. Novamente, Fontoura desperdiçou o extra point. Logo em seguida, sesmo sob pressão da defensive line dos Pumpkins, Penha encontrou o playmaker Gabriel em uma big play de mais ou menos 70yd, que contou com erro na marcação da secundária mandante, e correu para TD. O próprio Gabriel tratou de anotar o try. A poucos segundos do fim do terceiro quarto, o cornerback/kicker #13 Nicolas Boni tentou um field goal de 28yd, que foi chutado para fora. 19-15.

Com apenas uma posse de bola a frente, os comandados do head coach Paulo de Tarso – que não pode estar na sideline por motivos acadêmicos – buscaram a todo custo descontar no score. Porém, as esperanças foram por água abaixo em um erro no hike da OL dos Redskulls, a defesa dos Pumpkins aproveitou um fumble, que foi recuperado pelo defensive tackle #95 Williams Neves na linha de 5yd – campo de ataque dos abóboras – e retornado para touchdown. Na tentativa do xp, a defesa dos caveiras bloqueou o chute, recuperou a bola, tentou retornar para try, mas sofreu o tackle na linha de 40yd do campo de defesa. Final 25-15.

A vitória garante a manutenção do Porto Alegre Pumpkins na liderança da Conferência Leste com campanha 3-0, além de garantir uma vaga a pós-temporada. O último compromisso do elenco do head coach americano William McArthur será no dia 15 de maio, quando viaja a Caxias do Sul para enfrentar o Juventude (2-0).

Apesar da derrota, o Restinga Redskulls ainda tem chances de classificação mesmo com retrospecto 1-2. Os porto-alegrenses vão para o tudo ou nada contra o eliminado São Leopoldo Mustangs (0-3), em São Leopoldo, no dia 1º de maio.

*Nota do editor: Vale ressaltar que não está claro se foi as travas da chuteira que prenderam na grama ou o choque com o jogador adversário que causou a fratura. Sperotto substituiu o starter #7 Rafael Rodrigues, que ficou fora da partida por problemas médicos.

Confira as entrevistas pós-jogo de Williams e Coturno