Preview: Santa Cruz Chacais vs. Santa Maria Soldiers

Neste sábado (4), entra em campo uma das maiores rivalidades do interior do Rio Grande do Sul. Disputam a vaga ao Gigante Bowl Gaúcho Bowl VIIISanta Cruz Chacais e Santa Maria Soldiers. Jogo válido pela semifinal do campeonato gaúcho. O encontro está agendado para as 14h, no tradicional Estádio dos Plátanos, em Santa Cruz do Sul.

Com uma campanha invicta na temporada regular, os comandados dos coaches Gustavo “Coia” Weiss e Jeancarlo Weschenfelder defendem uma invencibilidade de onze jogos. A última derrota foi na intertemporada de 2015, no amistoso preparatório para a Copa Sul, quando a matilha gaúcha perdeu para o Ijuí Drones. Desde então, o time venceu o torneio da FCFA, um amistoso de pré-temporada contra o Venâncio Aires Bulldogs e as quatro partidas da primeira fase do certame gaúcho – que garantiu a ida direta a semifinal.

Pelo lado de Santa Maria, o head coach Gustavo Petter quer quebrar um tabu contra a equipe azul. A última vitória em jogos oficiais foi em 2012, pelo campeonato brasileiro, justamente em Santa Cruz do Sul – não contado o amistoso de 2014. Ao todo, em seis encontros, os Soldiers estão em desvantagem no retrospecto contra os Chacais: 2-4. Diferente do rival de sábado, Petter tem um playbook mais versátil do que o quase que único jogo unidirecional dos Chacais.

Confira os playoffs do campeonato gaúcho

O duelo marca um encontro de trincheiras. São duas equipes que pouco cederam jardas aos adversários na temporada regular, além de sofrerem poucos pontos. Porém, os Chacais levam vantagem na defesa do jogo terrestre: a matilha azul é a terceira no campeonato que menos deu espaço a corridas e jogo aéreo, o que pode dificultar o jogo de Guilherme Busanello, Marlon Limana e Douglas Elesbão. Entretanto, os Soldiers poderão ter o desempenho facilitado na secundária com Fabrício Ziegler, uma vez que os quarterbacks Aramins Goulart e Lucas Oliveira tiveram um retrospecto ruim no jogo aéreo.

Desempenhos ofensivos

Equipes Pontos Yds totais Yds aéreas  Yds corridas 
Santa Cruz Chacais 30,2 (5º) 206,2 (4º) 37,7 (9º) 218,2 (1º)
Santa Maria Soldiers* 47,2 (1º) 201,5 (5º) 92,5 (3º) 157,7 (3º)

Desempenhos defensivos

Equipes Pontos Yds totais Yds aéreas  Yds corridas 
Santa Cruz Chacais 4,5 (2º) 30,7 (3º) 55,5 (3º) 29,5 (3º)
Santa Maria Soldiers* 8,2 (3º) 84 (5º) 47,2 (2º) 87 (7º)

Nota do editor: não foi somado os dados do jogo de wildcard contra o Ijuí Drones.

Jogadores a observar

RB #25 Cleiton Paz (Chacais) – referência na posição no Rio Grande do Sul. Ótima explosão e imponência física. Dificilmente cai no primeiro contato. É o jogador-chave para a liderança em jardas terrestres dos Chacais.

LB #54 Fernando Rabuske (Chacais) – boa leitura e cobertura de gaps. Chegou a anotar um touchdown contra os Bulldogs.

FB #30 Marlon Limana (Soldiers) – forte e pesado. Boa opção para Petter em situações de terceira descida e redzone.

DB/K #31 Maurício Faé (Soldiers) – bom desempenho em kickoffs e PATs. Pode ser um diferencial para situações de field goal attempt.

Situações de 3ª e 4ª descidas; tentativas de FG e PATs

Equipes 3º down/feito % 4º down/feito  %  FG/feito % TD/PAT  % 
Santa Cruz Chacais 44/17 38,63 11/6 54,54 6/3 50 16/10 62,5
Santa Maria Soldiers 29/8 27,58 8/4 50 4/3 75 31/28 90,32