Recife Mariners atropela Maceió Marechais na abertura da pré-temporada 2016

#44 Adolfo avança contra a defesa alagoana. Foto Tiago Giordanni/Mariners

Sábado de sol. Nada melhor do que futebol americano, não? Voltando a atuar em um sábado após vários anos, inclusive sendo a primeira vez nos Aflitos, o Recife Mariners deu seu primeiro passo na pré-temporada 2016. Sem tomar conhecimento do Maceió Marechais, os azuis venceram por 53 a 7 e mostrram que a competitividade dos últimos anos segue na equipe.

O início da partida foi avassalador e com poucos minutos o Recife Mariners já estava vencendo. Na segunda jogada da partida, a defesa da casa recuperou um fumble dos visitantes e o ataque capitalizou logo na primeira jogada ofensiva. Eduardo Caldas correu livre para marcar seu primeiro touchdown do ano.

Os Marechais tentaram responder, mas ainda no primeiro quarto, o safety Guilherme Pedrosa interceptou o quarterback Rodolfo Cezarino, mas o ataque não foi bem como na primeira campanha. Devolveu a bola, mas a implacável defesa forçou um safety. A sequência estava tão boa que Rafael Tavares encontrou o tight end Augusto Bezerra na endzone e ao fim do primeiro quarto o placar já estava 16 a 0 para os Mariners.

O ritmo acelerado continuou no segundo quarto e o linebacker Túlio Alburqueque apareceu mais uma vez. Após recuperar o fumble, ele forçou outro safety. Na campanha seguinte, Lucas Adolfo, MVP da temporada 2015, voltou a fazer o que mais gosta, marcar touchdowns. Os Marechais começaram a investir nos passes e conseguiram algo que parecia improvável. Em um passe bem longo, André Caetano recepcionou uma bola que havia sido desviada pelo safety Junior Borges e caiu nos seus braços.

A defesa dos Marechais decidiu entrar no jogo, mas não conseguiu segurar o time da casa. Através de mais dois passes de Rafael Tavares, quarterback que estreou como titular neste sábado, Julio Acioly e Lucas Adolfo fecharam o placar do primeiro tempo em 39 a 7 para os Mariners.

Por ser um amistoso, os Mariners aproveitaram para dar tempo de jogo a todos os jogadores e o ritmo da partida diminuiu. Ricardo Teixeira, recebeu mais um passe de Rafael Tavares e ampliou o marcador para 46 a 7. Depois desse lance, a sequência mais louca da partida ocorreu. Nos três lances seguintes, três interceptações ocorreram. Duas do Marechais, bolas roubadas por Samuel “Lack Boy” Braz e Junior Borges, e uma do Mariners, pega por Alan França de Lima.

O jogo se arrastou até o fim com mais testes de ambas as equipes, mas Rafael Tavares tirou mais um coelho da cartola. Com pouco tempo no relógio, o camisa 12 soube mesclar passes curtos e longos até achar Lucas Teodoro na endzone para fechar o placar em 53 a 7.