São Paulo Spartans vence com dificuldade o Pouso Alegre Gladiadores pela Copa São Paulo

São Paulo Spartans venceu o elenco mineiro por 14-6. Foto Debora Mello

Neste último domingo (30), o São Paulo Spartans entrou confiante em campo e levou a melhor contra o Pouso Alegre Gladiadores. A partida ocorreu na casa dos espartanos, em Santo Amaro, e finalizou com o placar de 14 a 6, após um jogo disputado. O confronto foi válido pela segunda rodada da Copa São Paulo.



Ainda na primeira posse de bola dos Gladiadores, o safety #35 Fernando Ferreira interceptou o passe do QB adversário em sua terceira tentativa de descida.

Na campanha seguinte dos Spartans, o running back #22 Bruno Melati e o wide receiver #18 Fernando Machado foram extremamente acionados pelo quarterabck #13 Roberto Spinelli, que garantiu importantes avanços para a equipe espartana, contudo, após alguns passes incompletos e sem avanço terrestre, a equipe de Santo Amaro optou pela tentativa de field goal, que não foi convertida na ocasião.

A equipe de Pouso Alegre, com a posse de bola, ainda conseguiu avançar focando apenas em jogadas terrestres, mas após uma importante corrida de 14 jardas do running back #1, não houve mais avanço significativo com a defesa espartana segurando bem e levando o time adversário ao punt.

Neste período, o jogo ficou truncado, com ambas as equipes tentando conquistar território e encontrando defesas atuantes e concentradas. No ataque espartano, destaque para o running back #20 Rodrigo Salatiel e os receivers #7 Lucca Germano e #86 Douglas Silvério, que garantiram avanços sequentes, mas, até então, ainda não suficientes para alcançar a endzone adversária.

Com a posse de bola, após uma longa campanha de avanços entre corridas e passes, além de faltas adversárias, uma interceptação do Pouso Alegre acabou com o que parecia ser a chance para a abertura do placar em Santo Amaro.

Com o turnover, entretanto, a defesa espartana não só segurou como garantiu a perda de jardas do adversário, que não conseguiu encaixar seu jogo terrestre, além de sofrer punições por saídas falsas.

Após o punt, o ataque espartano entrou na linha de 29 jardas do campo de ataque. Na primeira descida, o time avançou duas jardas com Rodriguinho. Mas foi já na segunda tentativa de avanço que Spinelli jogou nas mãos do Melati, abrindo o placar em Santo Amaro. Sem o extra point.

O Pouso Alegre ainda teve a posse de bola, no período, mas a defesa espartana garantiu a continuidade do placar. Destaque para o linebacker #89 Rafael Andrade, que foi o autor de um importante sack, ainda na primeira tentativa de descida adversária. Fim de primeiro tempo. 6-0.

Já no início do segundo tempo, tanto o ataque espartano, quanto o ataque dos Gladiadores não conseguiram sobressair as defesas adversárias.

Mas foi ainda no terceiro período que Spinelli se destacou. O atleta encaixou longos passes com o wide receiver Silvério e ainda garantiu corridas próprias nos avanços sequenciais do seu time. E foi em um passe com recepção de Germano, de 16 jardas, que o segundo TD veio, seguido de uma conversão de dois pontos com corrida do próprio Spinelli.

No Pouso Alegre Gladiadores, as jogadas terrestres passaram a prevalecer com o running back #88. E após um turnover por fumble dos Spartans, foi com corrida dele que os Gladiadores diminuíram a diferença no placar. Em tentativa de conversão de dois pontos, o safety espartano Fernandes, bloqueou bem, estabelecendo o placar em 14 a 6.

O final de jogo foi de pressão para os espartanos, que novamente contaram com sua defesa para segurar as sequentes jogadas terrestres do Pouso Alegre. Final 14-6.

No final da partida, o head coach espartano AJ Flores indicou os atletas destaques do jogo. Como MVP do ataque, Spinelli ressaltou os pontos que trouxeram a vitória pro time.

— A diferença com relação a partida passada iniciou com a presença dos treinadores. No último jogo, estávamos novamente nos reestruturando porque estávamos sem a presença física do Tony [Simmons], que está atuando de fora. Hoje, com os novos treinadores na sideline foi totalmente diferente, inclusive, na preparação mental. Afinal, erramos muito na última partida por desconcentração. Nosso jogo não entrou em Leme, mas hoje as leituras foram mais precisas e a concentração redobrada. Cometemos erros, infelizmente, mas muito menos. A equipe foi sensacional, com umas recepções incríveis e a OL me dando tempo para executar as jogadas. Às vezes o QB leva a fama por ser quem sai com a bola e faz os passes, mas é bobagem. Todo mundo jogou bem e por isso fluiu melhor. Mas ainda vamos analisar os erros cometidos para procurar melhorar sempre. Para o próximo jogo, chegamos com uma moral maior e essa será a diferença. Não vamos deixar o campeonato escapar, estamos empenhados em buscá-lo. Mesmo com a derrota na estreia, sabemos que ainda tem muito jogo e vamos atrás — afirmou.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment