Sergipe Redentores, Maceió Marechais e Vitória organizam o Torneio Velho Chico

Competição colocará frente a frente disputas inéditas entre Vitória, Sergipe Redentores e Maceió Marechais. Foto Vitória/Divulgação

Sem calendário até junho, quando deve começar a Superliga Nacional 2017, três times do Nordeste criarão um mini-bowl para movimentar a off-season. Sergipe Redentores, Maceió Marechais e Vitória serão os protagonistas do Torneio Velho Chico.

Saiba como foi a temporada 2017 da Superliga Nacional



A competição, uma espécie de aquecimento para a Conferência Nordeste, será realizada em três finais de semana durante os meses de março e maio. Todos os times se enfrentarão em jogos únicos. O clube que tiver a melhor campanha, fica com o título.

O curioso do campeonato é que quase todos os duelos serão inéditos. A única partida envolvendo duas das três equipes só aconteceu uma vez, em 2014, quando Vitória e Marechais se enfrentaram na primeira fase do regional.

Quanto às equipes, esta será o primeiro torneio valendo um título que o Sergipe Redentores disputará. A equipe foi fundada há pouco mais de um ano, após a fusão do Sergipe Bravos e Aracaju Imortais. Neste período, foram cinco partidas – duas vitórias, duas derrotas e um empate.

Pelo lado do Vitória, o torneio será o primeiro teste para a Superliga Nacional de 2017. Com uma reestruturação na sua diretoria e comissão técnica, o time promoverá a estreia do linebacker e coach de special teams, Muriel Rosseti. O jogador de 28 anos estava atuando no Boa Vista Nordics.

Quanto ao Marechais, o time alagoano, atual vice-campeão da Liga Nordeste, espera alinhar os últimos detalhes para chegar a mais uma decisão regional e, desta vez, conseguir o acesso à Superliga. Na última temporada, a única derrota dos azuis aconteceu justamente na final, contra o Tropa Campina.

Confira as datas do Torneio Velho Chico

25 ou 26 de março: Vitória x Redentores.
29 ou 30 de abril: Marechais x Vitória
27 ou 28 de maio: Redentores x Marechais

Texto: Haim Ferreira/Touchdown JC

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.