Sorriso Hornets e Sinop Coyotes abrem a segunda edição do campeonato mato-grossense

O elenco de Sinop levou a melhor na temporada passada. Foto Coyotes/Arquivo

A partida de abertura da 2ª edição do campeonato mato-grossense, organizado pela Federação Mato-Grossense de Futebol Americano (FMTFA), será entre Sorriso Hornets e Sinop Coyotes, neste sábado (9), às 18h, com ingressos ao custo de R$ 10,00, no estádio Egídio José Preima, em Sorriso. A competição terá a participação de cinco times das cidades de Cuiabá, Sinop, Sorriso, Rondonópolis e Tangará da Serra.

Confira a classificação do campeonato mato-grossense

No estadual do ano passado, os Coyotes venceram os Hornets na temporada regular pelo placar de 35 a 15, em Sorriso. A equipe, fundada em 2008, conquistou o vice-campeonato. Com três partidas, duas vitórias e uma derrota, a matilha vermelha marcou 115 pontos e sofreram 55. Venceram o Tangará Taurus por zero a 72 e perderam para o Cuiabá Arsenal por 40 a 8, em uma final empolgante no estádio Gigante do Norte, em Sinop.

O Sorriso Hornets, fundado em 2013, ficou com a terceira posição no estadual de 2015. Eles começaram o campeonato com uma derrota contra o Coyotes, depois dominaram o Tangará Taurus com placar de 46 a 2 e, por fim, garantiram o bronze ao vencer o Rondonópolis Hawks, na disputa de 3º, por 26 a 3, no estádio Gigante do Norte, em Sinop. O time fechou a competição com três jogos, duas vitórias e uma derrota, e 87 pontos marcados e 40 sofridos.

A estreia na temporada 2015

A primeir edição, realizada entre abril e maio de 2015, teve como primeiro campeão o Cuiabá Arsenal, vice-campeão o Sinop Coyotes, terceiro lugar o Sorriso Hornets, quarta posição o Rondonópolis Hawks e em quinto o Tangará Taurus. Com sete partidas realizadas e média de público pagante de 1.640. As duas partidas da etapa final, disputas de 1º e 3º lugares, ocorreram no estádio Gigante do Norte, em Sinop.

De acordo com o presidente da FMTFA, Júlio Cesar Garcia, os cinco clubes prometem partidas ainda mais emocionantes que as ocorridas no ano passado.

— Os times estão cada dia mais amadurecidos e preparados tecnicamente para uma melhor performance. Serão espetáculos esportivos dignos de marcar a memória do público presente — segundo o gestor da modalidade.