Temporada 2016/2017 da LPFA terá dez equipes

Foto Miguel Nazareth

Na manhã desta sexta-feira (1º), a Associação Portuguesa de Futebol Americano (APFA), liderada pela nova diretoria – que é encabeçada pelo presidente do Lisboa Devils, Duarte Hipólito Carreira – confirmou que a próxima edição da Liga Portuguesa de Futebol Americano (LPFA) terá dez equipes participantes. Assim como foi na temporada 2015/2016.

Confira como foi a temporada 2015/2016 da Liga Portuguesa

A novidade fica por conta de duas equipes que não disputaram o certame nacional na época anterior. O que indica que dois times ficarão de fora desta competição.

O que pode se especular: são as entradas do Algarve Pirates e do Évora Longhorns, duas equipes full pads que não jogaram. Já uma das saídas poderá ficar por conta do tradicional Porto Mutts. O elenco esmeralda da Invicta sofreu a punição por não conseguir sediar a semifinal contra o Algarve Sharks, pela semifinal do campeonato português. Pelas regras da LPFA, o time que não tiver êxito na organização de um mando de campo é penalizado com a não participação na época seguinte.

Entretanto, tirar um grande clube pode diminuir o nível técnico do certame. Resta saber se a atual diretoria da APFA instaurará o processo de punição contra os vira-latas.

A fórmula adotada e o calendário de jogos ainda não foram divulgados pela Associação. Em breve, mais informações sobre o principal torneio de Portugal.

Saiba quais são as possíveis equipes da temporada 2016/2017 da LPFA

Conferência Sul

Algarve Sharks – atual vice-campeão
Algarve Pirates
Cascais Crusaders
Lisboa Devils – atual campeão
Lisboa Navigators

Conferência Norte

Braga Warriors
Braga Black Knights
Novo elenco (?)
Porto Renegades
Paredes Lumberjacks

Nota do editor: há um rumor de uma possível fusão entre o Porto Mutts e o Maia Mustangs. Caso esta união seja confirmada, a pena aplicada contra os rafeiros não será aplicada. O time poderá entrar como Mustangs – ou outro nome – e participar normalmente da temporada. Também há uma equipe em formação no Sul, chamada Évora Longhorns, porém, o roster ainda é muito novo e inexperiente para entrar no nível nacional.