A USA Football apresenta 7 razões para crianças iniciarem o tackle football

Em publicação da USA Football, Vin Sehgal dá sete razões para que crianças iniciem o quanto antes a prática do futebol americano na modalidade tackle. Com a aproximação da temporada do principal campeonato do mundo: a National Football League, muitos pais ficam em dúvida em colocar os seus filhos ao risco de lesões. A USA Football apresenta uma lista se é ou não uma decisão sábia dos pais.

Os riscos superam os benefícios?

Com o crescimento exponencial da prática em solo brasileiro, já aparecem motivos para que as crianças sejam iniciadas ao futebol americano com o uso dos equipamentos. Aqui serão apresentadas sete razões, de acordo com a Youth Football Online e USA Football para a iniciação no esporte o mais cedo possível.

  1. Aprender técnica de bloqueio adequada em uma idade precoce, progressivamente ao longo do tempo, resulta em maior técnica de bloqueio em uma idade mais tarde. Ao aprender a técnica adequada e ganhando confiança cedo, as crianças aprendem a ter menos medo do contato. De acordo com um artigo da Academia Americana de Pediatria, as crianças que não têm um controle sobre como lidar com o contato até aos 13 anos de idade podem representar um risco para si mesmos e outras crianças no campo de futebol.
  2. As práticas de futebol americano são de maior intensidade e exigem um maior grau de fisicalidade. Um único abordar o jogo de futebol é uma complexa série de movimentos que exigem braços, pernas, ombros, quadris e outras partes do corpo para estar em sincronia – por 11 pessoas em um lado do campo. A modalidade tackle se diferencia muito do 7-on-7 do flag football, que se concentram principalmente na velocidade e algumas técnicas semelhantes para jogadores de habilidade. Introdução ao treinamento de força também é um subproduto de vários drills. Aprender cedo ajuda os atletas jovens na memória muscular necessária quando o jogo acelera.
  3. A tecnologia dos capacetes e equipamentos estão melhorando em um ritmo febril. Fabricantes de capacetes estão sendo orientados para a segurança. Estudos sobre segurança no futebol americano juvenil estão sendo realizadas em toda a América, em universidades de renome, com a única missão de melhorar a saúde e segurança do jogador. A ciência está a reagir à necessidade da demanda.
  4. Futebol americano tipo tackle oferece um desafio maior. As crianças são ensinadas a usar suas mãos, pés e mente sistematicamente – um desenvolvimento incrível de suas habilidades motoras em uma idade precoce. Ele infunde a disciplina em uma variedade de formas, a partir da linha de scrimmage. Vencer na linha de scrimmage requer grande esforço e força mental.
  5. Futebol americano fortalece o vínculo companheiro e de fraternidade. Como um jogador de linha ofensiva, você tem o dever de manter segura a sua equipe, sua banda de irmãos, para proteger o seu QB de ser atropelado. Isso, certamente, aperta o laço entre companheiros de equipe.
  6. Ligas de futebol par iniciantes têm regras definitivas sobre a quantidade de contato completo. Jovens treinadores de todo o país estão muito mais conscientes das exigências de segurança, graças a programas como o Heads Up da USA Football. Isso inclui prevenção de concussão, reconhecimento e consciência. Ligas que empregam Heads Up e limitam o contato tem visto um declínio de 76 por cento em lesões globais – incluindo uma redução de 34 por cento das concussões na prática e uma redução de 29 por cento dos abalos nos jogos. A segurança futebol americano juvenil é fundamental.
  7. Futebol americano na modalidade tackle ensina dureza e agressividade. O futebol em seu núcleo não é um esporte macio, e o contato é um aspecto pertinente do jogo. Há uma lição literal e figurativo sendo ensinado: quando você é derrubado, você deve se levantar. Esta é uma lição de vida que seu filho vai manter com ele para sempre.

Como acontece com qualquer esporte, aprendizagens fundamentais precoces são essenciais para o desenvolvimento do atleta. Crianças que jogam o tackle virão a aprender as várias lições de vida do esporte, incluindo disciplina, agressividade e trabalho em equipe em um nível maior do que possivelmente qualquer outro esporte, por causa do trabalho desenvolvido e da quantidade de tempo gasto na prática.

  • Gabriel Ribeiro

    Excelente, galera. Futebol americano ensina valores pra vida inteira.