Com pretensões menores na SPFL, Ponte Preta Gorilas e Santos Tsunami se enfrentam pela semana 2

Diferente das séries anteriores, a Ponte Preta Gorilas não entrar como favorita no certame estadual. Ira Comunicação/Futebol Americano Brasil

A Série Diamante da São Paulo Football League (SPFL) chega a sua segunda semana da fase regular com mais três jogos, e entre as equipes estreantes, dois times que estão presentes desde a primeira edição da liga estadual, vão se enfrentar no sábado (23), às 13h, no Estádio Pradão, em Limeira, Ponte Preta Gorilas e Santos Tsunami.

Confira a classificação da SPFL

Os Gorilas chegaram nos playoffs das duas últimas edições do campeonato estadual, mas não passou da fase de wildcard. O time passou por muitas mudanças em relação ao plantel do ano passado, e praticamente sofreu uma reformulação para 2019.

O presidente da equipe, Thiago Collistochi, garante que as pretensões do time para esta edição da SPFL são bem mais modestas do que no ano passado, quando foi apontada por muitos no início do estadual como uma das favoritas. Para ajudar na reconstrução, chegou o head coach Vinny Menezes, que espera conseguir fazer um trabalho de médio a longo prazo.

— O foco da equipe este ano não serão os resultados, e sim a evolução tática e técnica, e cobrar os resultados dentro de campo a partir do ano que vem. Porém, jogaremos forte, seremos duros com os adversários e por conta disso, podemos surpreender muita gente dentro de campo. O time mudou muito em relação ao ano passado, é praticamente um novo time. Mas ainda assim, o que faltar em experiência, com certeza sobrará em vontade e determinação — comentou.

Do outro lado do confronto, o Santos Tsunami vem em busca de uma campanha convincente no estadual, após não ter conseguido chegar aos playoffs no ano passado.

A equipe santista sofreu poucas alterações em relação ao ano passado e conseguiu segurar principalmente os destaques do time de defesa, considerado por muitos o ponto forte do Tsunami.

— Acredito que será uma partida tensa pelo momento dos dois times. Ambos estão passando por uma reestruturação. Acredito que a Ponte vai querer mostrar serviço e o Santos também não vai facilitar as coisas, os jogadores novos vão querer dar trabalho. Estamos realizando um trabalho muito pesado na base, e vamos para cima de todos os adversários, para mostrar a força do Tsumami — disse Felipe Alves, defensive line do Santos Tsunami.

A única vez em que Ponte Preta Gorilas e Santos Tsunami se enfrentaram pela SPFL foi na primeira fase de 2017, quando a equipe de Campinas levou a melhor e venceu por 41 a 14.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment