Curitiba Brown Spiders recruta Morovick como quarterback em 2020

Morovick tem a missão de assumir o backfield do Curitiba Brown Spiders. Foto Arquivo pessoal/Futebol Americano Brasil

Em meio a pandemia de SARS-CoV-2 – o vírus que cauisa a COVID-19 – no Brasil, a direção do Curitiba Brown Spiders tratou de anunciar o recrutamento do signal caller americano Timothy Morovick para a temporada 2020 do Brasil Futebol Americano (BFA).

Saiba como foi a temporada 2019 do BFA

O americano de 1.88m e 91kg, ingressa no roster dos Spiders depois de alguns anos tumultuados. Ele havia originalmente sido contratado para jogar no Helsinki Wolverines, na Finlândia, mas a pandemia do COVID-19 acabou com isso. Depois de assinar com o Aarhus Tigers, na Dinamarca, em 2019, ele sofreu uma lesão no final da temporada.

O americano também jogou na Polônia com o Wrocław Panthers em 2017 e 2018, ajudando-os a conquistar seu segundo título consecutivo polonês na temporada de 2017, enquanto conquistava o prêmio de jogador mais valioso da liga. Morovick deixou a equipe no final da temporada de 2018 em uma disputa de contrato.

Ele passou a campanha de 2016 com Albershausen Crusaders, na Alemanha. Morovick jogou pelo Ottawa University Braves (NAIA), em 2015, mas não foi o primeiro jogador daquela escola a jogar na Polônia. Ele se juntou a Clarence Anderson, que jogou pelo Warsaw Eagles em 2011 e Shane Gimzo, que também jogou pelos Eagles no ano seguinte, 2012. Em 2013, estudou e atuou no Southwestern Oklahoma State University Bulldogs (NCAA Division II, Great American Conference), onde acertou 33 de 66 passes, para 423yds e um touchdown, em quatro jogos. O atleta chegou a assinar com a Central Connecticut State University (NCAA Division I, Northeast Conference), porém, não chegou a jogar.

Confira a entrevista do American Football International com Morovick

AFI: Parabéns por assinar com os Brown Spiders. Você definitivamente teve alguns anos tumultuados. Como você chegou a Curitiba?

Morovick: Obrigado, estou empolgado com esta oportunidade. O treinador Wayne Lucero me procurou em 2018, mas nunca foi o momento certo para eu ir ao Brasil. Agora, finalmente deu certo.

AFI: Além dos altos e baixos das duas últimas temporadas, você sofreu uma lesão no final da temporada em 2019. Como você se sente agora?

Morovick: Meu corpo está ótimo agora. A lesão ocorreu há mais de um ano e eu estou pronto para ir.

AFI: Os Brown Spiders estão retornando à liga principal no Brasil após uma ausência de três anos. O que você traz para a equipe para ajudá-los a permanecer lá?

Morovick: Essa equipe tem muito talento e treinadores jovens e famintos. Esta é uma verdadeira atmosfera familiar e estou animado por ser outra parte disso.

AFI: Quanto você sabe sobre o futebol no Brasil e os Brown Spiders?

Morovick: Antes de assinar aqui, eu não sabia muito sobre futebol no Brasil, mas desde então fui atualizado. Eu realmente gosto do layout da liga e de como o sistema de playoffs é executado. Deve ser uma temporada bastante emocionante

AFI: Esta será sua quinta temporada jogando internacionalmente. Como a experiência mudou sua vida?

Morovick: Jogar no exterior mudou a vida. Fiz amigos e amizades que durarão a vida inteira. Eu já vi e experimentei coisas que nunca pensei que veria ou que eram possíveis. É uma loucura pensar onde um jogo pelo qual você se apaixona quando criança pode levá-lo.

Assista aos highlights de Morovick

O conteúdo original pode ser acessado no American Football International

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias, no Instagram em @futebolamericanobrasil_ e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment