Defesa do São José White Sharks Istepôs opera milagre em Timbó

#94 Zanon iniciou a campanha do milagre d0 São José White Sharks Istepôs, em Timbó. Foto Geraldo Takanage/Overtime do FA

No último sábado (9), o Timbó Rex recebeu a visita do São José White Sharks Istepôs, para reviver as duas recentes finais do campeonato catarinense, só que desta vez, pela semana 1 da Superliga Nacional. O local foi o mesmo, o Complexo Esportivo de Timbó. Porém, o final terminou feliz para o grupo de São José/Itapema, que venceu de virada o Rex e acabou com uma invencibilidade do elenco do Vale do Itajaí que durava 20 jogos e dois anos.

Confira a classificação da Superliga Nacional

Como todo o clássico – apesar deste ser um tanto mais recente – começou nervoso. Os dois primeiros quartos terminaram sem pontuações. 0-0. O menor erro poderia custar caro e dar a vitória de bandeja ao adversário.

Na volta do intervalo, o show em campo. O Rex abriu o placar com uma corrida do running back #33 Well Garcia. O ST da casa perdeu a chance de aumentar a diferença. No último quarto, o quarterback #7 Luis Carlos Bassani aproveitou um vacilo da defesa do WSI e ampliou com o segundo touchdown. O kicker #8 Diego Boddenberg acertou o extra point. Tudo levada a crer que o time de Timbó levaria mais uma vez a conquista. Levaria.

O milagre da pick six

Com cinco minutos ainda por jogar, o defensive end #94 Vinícius Zanon interceptou Bassani e retornou para pick six. Ousado, o WSI tentou o onside kick, mas sem sucesso. No drive seguinte, foi a vez do linebacker #57 Ramon Franco realizar a INT em Bassani e voltar para nova pick six. Os dois PATs foram convertidos pelo kicker #20 Rodrigo Regis.

A segundos de chegar no two minute warning, o Rex tomou a liderança no terceiro touchdown da equipe, anotado pelo running back #23 Clair José. Outra vez o point after touchdown foi desperdiçado. Com pouco mais de um minuto a se jogar, o quarterback #8 Igor Clemes por duas vezes conectou o wide receiver #81 Alexandre “Cabelo” Girolometto em big plays de 40yd. Na segunda recepção, Girolometto segurou a bola na endzone. Regis mandou a bola entre as traves no extra point.

A 50 segundos do fim da partida, Bassani posiciona o Rex a ponto de chutar um field goal. Boddenberg acerta o chute, entretanto, um icing the kicker foi a última cartada da comissão técnica de São José. Mas quem saiu afetado foi o long snapper, que executa um bad snap, Timbó tenta correr e sofre o turnover on downs. Final 19-21.

Com a vitória, o São José White Sharks Istepôs divide a liderança do Grupo A da Conferência Sul com Coritba Crocodiles, ambos com campanha 1-0, porém, os catarinenses perdem no saldo de pontos. O próximo compromisso será no dia 23 de julho, quando recebe o Curitiba Brown Spiders (0-1), em São José.

Já o Timbó Rex ocupa a terceira colocação do Grupo B do Sul com retrospecto 0-1. O time tentará a reabilitação no dia 23 de julho, quando encara o Juventude (1-0), em casa.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment