Diadema Diamond bate Caraguá Ghost Ship e se aproxima de final inédita na FFC

Diadema Diamond mantém campanha invicta na FFC. Foto Janiel Santos

Na semana 3 da Freedom Four Cup (FFC), no gramado do Clube dos Engenheiros, em São Bernardo do Campo, o Diadema Diamond deu uma passo grande para chegar a sua primeira final. O diamante do ABC paulista derrotou o Caraguá Ghost Ship por 34 a 0, neste último domingo (20), e assegurou a liderança do Grupo A.

Confira a classificação da Freedom Four Cup



O Diamond dominou o jogo com importante auxílio do quarterback #18 Elton Maurício, que, já no início do confronto, deixou seu time na entrada da endzone e garantiu a abertura do placar com uma corrida. O kicker #44 Tharcisio Orlando não perdoou no extra point.

A defesa do Diadema também mostrou que não estava para brincadeira e não permitiu muitos avanços do Ghost Ship. No segundo quarto, o linebacker #99 Felipe Manucelli recuperou a bola para a equipe do ABC com uma interceptação, que já seria a preparação para a próxima pontuação de seu time. Novamente, Elton, que mesmo com a marcação do cornerback #23 Eder Maciel para impossibilitar big plays, conseguiu avançar e contou com a recepção, na endzone, do wide receiver #89 Paulinho Santos. Sem conversão do extra point.

Com a defesa do Diamond segurando o Caraguá, o ataque de Diadema voltou ao relvado. Com boas jogadas do running back #30 Edimarcos Silva, o time posicionou-se na redzone. Bastou a Elton percorrer as jardas restantes para anotar o terceiro TD. Orlando conferiu o PAT. 20-0.

Logo na volta do intervalo, Silva tratou de ampliar a diferença com um retornou de kickoff para touchdown, numa corrida de 69yd. Orlando mandou a bola no meio do “Y”. A defesa do Diadema não deu muito espaço para o ataque de Caraguatatuba avançar. Com o ataque em campo, e nova corrida, o fullback #36 Moisés Demov garantiu um placar ainda mais elástico para o time do ABC, que, em conjunto com a conversão do extra point de Orlando, registrou 34 a 0.

Sem mais mudanças no placar, o final do jogo garantiu a vitória do time de Diadema Diamond, invicto na FFC. O Caraguá Ghost Ship, por sua vez, apresenta situação complicada para prosseguir na competição.

— Sabíamos que o jogo seria muito difícil. A equipe do Diamond está muito preparada. Eles evoluíram muito da FFC 2015 para essa. Para essa partida, nossa equipe teve algumas dificuldades pra comparecer, pois muitos atletas não conseguiram viajar. Houve muito esforço, os atletas que vieram representaram muito bem o time e estão de parabéns. Nós saímos de cabeça erguida, porque demos o nosso melhor — declarou o defensive end do navio fantasma Allan Tripac.

Para o MVP do Diadema Diamond, Silva, o trabalho em equipe fez toda a diferença no resultado.

— Para o jogo nós já havíamos estudado as estratégias do Ghost para adaptar algumas jogadas especiais. Conseguimos ditar o nosso ritmo de jogo, tanto ataque, quanto defesa e special team. Todo mundo fez seu trabalho de forma correta e a consequência é o resultado. Agradeço a escolha de MVP, mas eu só consigo jogar quando o time inteiro faz o trabalho. Então, primeiramente, preciso agradecer a nossa OL, que é fantástica, e nosso time de especialistas, afinal, o TD de retorno só ocorreu por conta dos bloqueio — contou.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias, no Instagram em @futebolamericanobrasil_ e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment