FGFA divulga dados da temporada 2019 do Campeonato Gaúcho sobre transmissões ao vivo pelas redes sociais

Federação Gaúcha de Futebol Americano (FGFA), através dos seus departamentos de comunicação e estatísticas, realizou o levantamento de consumo do produto Campeonato Gaúcho de Futebol Americano durante a temporada de 2019.

Os dados levantados levam em conta o número de visualizações que a transmissão ao vivo de cada partida atingiu, os compartilhamentos através dos consumidores, as reações emocionais dos usuários, o alcance de pessoas atingidas pela publicação, as visualizações únicas e os minutos totais assistidos durante a temporada 2019 do Campeonato Gaúcho de Futebol Americano.

Assim como na temporada de 2018, todos os jogos tiveram suas transmissões ao vivo pelas páginas da FGFA nas redes sociais. Em 2019, também marcou a passagem das transmissões ao vivo do Facebook para o YouTube.

Como o certame do Rio Grande do Sul tem como tradição ser a primeira competição brasileira a ter o calendário definido, isso gera uma expectativa ao aguardo do kickoff.

A temporada 2019 do Campeonato Gaúcho de Futebol Americano teve 17 partidas ao todo. Das quais divididas em duas etapas: fase de grupos e playoffs – mais o Gaúcho Bowl XI.

A fase de grupos, intitulada como etapa regular, teve 12 jogos e os playoffs mais o Gaúcho Bowl XI cinco.

As métricas aplicadas

Para medir os dados e obter uma análise futura sobre o ROI (retorno sobre investimento na sigla em inglês) das transmissões ao vivo pelo Facebook e YouTube, o departamento de comunicação se concentrou em unidades da métrica smart do Key Performance Indicator (Indicadores Chaves de Performance, ou KPI na sigla em inglês).

O objetivo é procurar entender o comportamento e consumo dos fãs com o futebol americano jogado no Rio Grande do Sul. O importante é saber o quão as pessoas estão engajadas com a equipe, independentemente se é um programa de futebol americano é antigo ou não.

Um dos pontos determinados para mapear o consumo são as diferenças de comportamento durante os dias da semana. Como os eventos são realizados apenas durante os finais de semana, as performances podem ser calculadas a partir do consumo entre sábados vs. domingos.

Os resultados obtidos

A competição inteira registrou 49.610 visualizações, um alcance de 188.695 usuários no Facebook e YouTube, 35.834 visualizações únicas, 514 compartilhamentos, 1.666 reações e 510.503 minutos (ou aproximadamente 354,52 dias assistidos em direto e de forma ininterrupta).

Como mencionado acima, a expectativa de ser uma das primeiras competições oficiais do ano no Brasil, a etapa regular registrou uma média de 3.309,75 visualizações por partida.

Por outro lado, com o andamento da temporada regular, o interesse pelo produto diminuiu. Com um número maior de jogos, a média pelo consumo caiu em 69%, principalmente quando houve a migração das transmissões do Facebook para o YouTube. Nas edições anteriores, os fãs foram orientados a acompanhar o produto pelo Facebook. A mudança para o YouTube teve de ser trabalhada de forma devagar para facilitar a migração dos consumidores em outro canal.

Isso também indica uma perda do empenho imediato que o futebol americano desempenha entre os fãs, assim como funciona no principal mercado nos Estados Unidos: a National Football League (NFL).

Seguindo um padrão de consumo esportivo brasileiro, os torcedores voltaram a se interessar quando a etapa regular se aproximou do final entrou no knockout stage. Os índices indicam um aumento de 103,8% em relação ao acompanhamento médio gerado pelo YouTube, quando os dois últimos jogos da etapa regular foram transmitidos pelo Facebook.

Durante os playoffs, mais o Gaúcho Bowl XI, os cinco jogos foram transmitidos pelo YouTube, se comparados com a média de visualizações durante os seis jogos transmitidos pelo mesmo canal na fase regular, houve um incremento de 27,3% na taxa média de consumo.

Sábado vs. domingo

Ao todo, foram realizados oito eventos aos sábados, contra nove aos domingos. As partidas nos sábados tiveram um alcance de 21.997 visualizações, ou 2.749,62 visualizações médias por jogo. Enquanto que aos domingos foram registrados 27.613 visualizações, ou 3.068 por partida. Caso seja eximida do cálculo o Gaúcho Bowl XI, o resultado do sábado cai para 2.745,57 visualizações por jogo.

Diferente da edição de 2018, os domingos tiveram um impacto maior de visualizações médias, alcance, visualizações únicas e reações emocionais do que aos sábados. O primeiro indicativo é a migração entre as redes sociais, uma vez que o Facebook ainda detém uma porcentagem maior de alcance entre os consumidores no Rio Grande do Sul. Outro ponto a ser destacado são os dois últimos jogos da etapa regular, que tinham um interesse maior do público por se tratar de eventos decisivos e classificatórios aos playoffs e foram transmitidos pelo Facebook.

O fato do Facebook da FGFA ter um poder de alcance maior do que o YouTube, os jogos realizados, pelo primeiro canal, aos domingos fizeram com que as taxas médias dos índices de KPI se igualassem em alguns aspectos e ultrapassasse em outros.

mapeamento de fãs nas transmissões (regular)

Mandante Resultado Visitante Visualizações Alcance VU* Compartilhamentos Reações Minutos
0-35 7.050 17.67 5.883 69 265 34.718
7-14 6.217 13.914 4.541 57 257 36.265
46-0 4.750 9.727 3.726 28 151 28.640
0-34 6.040 14.784 5.238 55 221 30.334
6-23 1.497 1.044 744 24 46 31.048
74-0 1.841 1.214 1.034 34 59 35.105
0-16 1.596 5.623 994 17 44 31.169
3-10 1.762 6.174 920 13 32 22.553
36-0 1.208 3.894 736 20 51 24.012
22-34 1.421 3.849 784 13 37 22.485
43-0 3.271 7,850 2.637 32 106 10.583
20-24 3.064 6.267 2.474 17 161 19.555

mapeamento de fãs nas transmissões (playoffs)

Mandante Resultado Visitante Visualizações Alcance VU* Compartilhamento Reações Minutos
7-33 1.590 9.472 848 18 50 29.498
65-0 1.631 13.017 1.042 25 41 22.226
20-14 1.527 10.483 946 17 60 36.396
48-8 2.366 52.499 1.677 22 52 35.637
0-40 2.779 11.209 1.610 53 77 60.249

Os resultados

Sábados vs domingos

Sábados – 21.997 visualizações, 60.171 pessoas alcançadas, 15.487 visualizações únicas, 246 compartilhamentos, 744 reações emocionais, 275.730 minutos.

Domingos – 27.613 visualizações, 119.568 pessoas alcançadas, 20.347 visualizações únicas, 268 compartilhamentos, 929 reações emocionais, 234.743 minutos.

Média aos sábados – 2.749,62 visualizações, 7.521,37 pessoas alcançadas, 1.935,87 visualizações únicas, 30,75 compartilhamentos, 93 reações emocionais, 34.466,25 minutos.

Média aos domingos – 3.068,11 visualizações, 13.285,33 pessoas alcançadas, 2.260,77 visualizações únicas, 29,77 compartilhamentos, 103,22 reações emocionais, 26.082,55 minutos.

As etapas

Regular (Facebook) – 30.392 visualizações, 70.217 pessoas alcançadas, 24.499 visualizações únicas, 258 compartilhamentos, 1.161 reações emocionais, 160.095 minutos.

Média etapa regular (Facebook) – 5.065,33 visualizações, 11.702,83 pessoas alcançadas, 4.083,16 visualizações únicas, 43 compartilhamentos, 193,5 reações emocionais, 26.682,5 minutos.

Regular (YouTube) – 9.325 visualizações, 21.798 pessoas alcançadas, 5.212 visualizações únicas, 121 compartilhamentos, 225 reações emocionais, 166.372 minutos.

Média etapa regular (YouTube) – 1.554,16 visualizações, 3.633 pessoas alcançadas, 868,66 visualizações únicas, 20,16 compartilhamentos, 37,5 reações emocionais, 27.728,66 minutos.

Regular (total) – 39.717 visualizações, 92.015 pessoas alcançadas, 29.711 visualizações únicas, 379 compartilhamentos, 1.386 reações emocionais, 326.467 minutos.

Média etapa regular (total) – 3.309,75 visualizações, 7.667,91 pessoas alcançadas, 2.475,91 visualizações únicas, 31,58 compartilhamentos, 115,5 reações emocionais, 27.205,58 minutos.

Playoffs (total) – 9.893 visualizações, 96.680 pessoas alcançadas, 6.123 visualizações únicas, 135 compartilhamentos, 280 reações emocionais, 184.006 minutos.

Média etapa playoffs – 1.978,6 visualizações, 19.336 pessoas alcançadas, 1.224,6 visualizações únicas, 27 compartilhamentos, 56 reações emocionais, 36.801,2 minutos.

Temporada 2019 do Campeonato Gaúcho de Futebol Americano – 49.610 visualizações, 188.695 pessoas alcançadas, 35.834 visualizações únicas, 514 compartilhamentos, 1.666 reações emocionais, 510.503 minutos.

Média temporada 2019 do Campeonato Gaúcho de Futebol Americano – 2.918 visualizações, 11.099,70 pessoas alcançadas, 2.109,67 visualizações únicas, 30,23 compartilhamentos, 98 reações emocionais, 30.029,58 minutos.

Comparação entre as temporadas 2018 e 2019

Com a mudança no algoritmo do Facebook para priorizar mais conteúdos de amigos e parentes e menos posts de empresas, marcas e fanpages, houve uma queda brusca na distribuição do conteúdo gerado pelos canais da FGFA com os seus consumidores. Outro fator que contribui para menores taxas de conversão em 2019 é a migração do Facebook para o YouTube.

Nos seis atributos levantados: visualizações; pessoas alcançadas, visualizações únicas; compartilhamentos; reações emocionais; minutos vistos, somente no último dado houve um aumento na mudança de ano, o que leva a crer que os fãs estão passando mais tempo média assistindo aos jogos.

Há quedas de 67,88% nas visualizações totais; 52,64% no número de pessoas alcançadas; 71,94% em visualizações únicas; 69,07% em compartilhamentos; 72,91% nas reações emocionais e 31,78% nos minutos totais vistos.

Como há uma diferença de 11 jogos entre um certame e outro, fica mais difícil comparar em números absolutos. Por outro lado, é o ideal bater os dados pelos seus cálculos médios. Isso ajuda a elucidar o quanto os programas estão engajados por evento.

Ao se comparar as etapas regulares (fase de grupos), as médias de 2019 apresentam queda em cinco dos seis atributos: 33,80% visualizações; 38,44% no número de pessoas alcançadas; 39,78% em visualizações únicas; 41,51% nos compartilhamentos; 42,53% nas reações emocionais. A única elevação é de 14,79% em minutos totais assistidos.

Já nos playoffs, quatro dos seis atributos também apresentaram queda: 69,56% nas visualizações; 77,95% em visualizações únicas; 62,5% em compartilhamentos; 78,03% nas reações emocionais. Foram majorados 2,4% em pessoas alcançadas; 6,05% em minutos totais assistidos.

Os resultados indicam que os fãs no Rio Grande do Sul ainda estão mais engajados com a rede social Facebook, onde eles conseguem ter maior facilidade em demonstrar as reações emocionais (gostei, amei, haha, wow, triste e raiva), do que no YouTube, onde há duas opções (gostei e não gostei). Bem como a taxa de conversão de compartilhamentos, onde no Facebook os usuários compartilham com maior facilidade do que no YouTube.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment