Lisboa Devils derrota Porto Mutts e conquista o tri da Liga Portuguesa de Futebol Americano

Lisboa Devils chegou a três finais da LPFA e venceu as três. Foto Margarida Cautela/Line Up Network/Futebol Americano Brasil

No sábado (25), em uma tarde épica pela Liga Portuguesa de Futebol Americano (LPFA), duas equipas chegaram a sua terceira final na história: Porto Mutts e Lisboa Devils. Se por um lado, os Mutts tentavam o primeiro título nacional, do outro, os Devils buscavam retomar a hegemonia lusitana após a saída do lendário head coach André Amorim. O encontro terminou melhor para o programa dos Olivais, que faturou o tricampeonato ao derrotar os Rafeiros pelo placar de 23 a 6. O evento foi realizado no Estádio Municipal de Mafra, em Mafra.

Saiba como foi a temporada 2019 da Liga Portuguesa

No arranque do jogo, o long snapper #95 Carlos Cortesão cometeu um bad snap em formação de punt. A bola passou por cima do punter brasileiro #17 Daniel Moraes e saiu pela linha de fundo para resultar em safety a favor dos Devils.

No drive seguinte, os lisboetas ampliaram a vantagem em um power run de 20yd executada pelo harfback espanhol #2 José Sanchez para touchdown. O placekicker #22 Bruno Cardoso completou com o PAT.

Antes do término do primeiro quarto, a defesa de Lisboa impediu a produção do signal caller rival #10 Francisco Pereira. Com o ataque por mais tempo no relvado, o quarterback #11 Bernardo Solipa liderou a unidade novamente a redzone. Em uma corrida na inside zone run do lado direito de 2yd, o fullback brasileiro #99 Ramon Franco venceu o front seven da Invita para ultrapassar o plano de gol. Cardoso acertou o extra point.

Durante o segundo quarto, os Devils em mais uma oportunidade chegaram a redzone do Porto. Porém, a unidade de defesa do roster esmeraldino tratou de liquidar a possibilidade de capitalização da campanha com um turnover forçado por interceptação do defensive back #21 Marcos Mitt. 16-0.

Na etapa complementar, ambas as defesas seguraram o ímpeto e a produção ofensiva. O placar se manteve inalterado ao longo dos 12 minutos.

No decorrer do período derradeiro, o golpe de misericórdia veio em uma conexão de 26yd de Solipa para o slot receiver #8 Luis Rodrigues em stop ‘n go route, para vencer a secundária dos Mutts e chegar a endzone. Cardoso acertou o pontapé aos postes.

A resposta dos Rafeiros foi imediata. O backup quarterback #7 João Amaral comandou a campanha da Invicta até a terra prometida. O jogador deixou a defesa dos Devils honesta com um bootleg para a esquerda, numa corrida de 3yd para touchdown. A trick play com Amaral de holder terminou sem sucesso. Final 23-6.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment