Mooca Destroyers confirma o recrutamento de Yolandus Pratt para a temporada 2019

Yolandus “Iron Man” Pratt chega para reforçar o backfield do Mooca Destroyers pelo BFA2. Foto Mauricio Bento/Líder Esportes

A diretoria do Mooca Destroyers anunciou o primeiro reforço estrangeiro para a temporada 2019. O programa de futebol americano da cidade de São Paulo firmou acordo com o halfback americano Yolandus Pratt até o final do ano.

Saiba como foi a temporada 2018 da Liga Nacional

Fora de competições neste primeiro semestre, os Destroyers voltam totalmente suas atenções a disputa do Brasil Futebol Americano 2 (BFA2), onde jogarão a Conferência Sudeste da nova competição nacional.

— Trata-se de um reforço que vai além das linhas de jogo. Estamos potencializando nosso elenco com um atleta experiente que, sem dúvida, fortalecerá a questão de qualidade de jogo para os nossos novos atletas e coloca o Mooca Destroyers em destaque no cenário do futebol americano brasileiro — exalta o diretor de esportes dos Destroyers Rafael Meneghini.

Pratt também terá a função de auxiliar na projeção de marketing, imagem da equipe e produtos do programa paulistano.

— Importante ressaltar nosso trabalho do departamento de marketing com nossos parceiros. Isso é a demonstração da força do nosso trabalho e como nossos patrocinadores enxergam o fortalecimento do Mooca como forma de potencializar seus negócios e, claro, o esporte na região — explicou Meneghini.

O americano tem 29 anos, 1.76m e 93kg. É natural de High Point em North Carolina. Pratt chegou a ingressar no roster do New Mexico State University, onde atuou pelo NM State Aggies NCAA, Division I FBS, Western Athletic Conference Independent – de 2012 a 2013. Nos Aggies jogou apenas três partidas e participou como membro da equipe de estatística da unidade de ataque.

Em 2014 iniciou a carreira internacional, quando participou do programa do extinto Rio Branco Cabritos. De 2015 a 2016 vestiu a jersey do Flamengo Imperadores. No ano de 2017 atuou pelo Fluminense Guerreiros. No ano passado, o atleta ficou nos EUA para trabalho de desenvolvimento de novos atletas no New Mexico.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment