Recife Mariners vence Clássico dos Mares na abertura da Superliga Nacional

Niznak fez sua estreia no Recife Mariners. Foto Tiago Giordani/Mariners

Com touchdowns de Felipe “Frajola” Torres e Lucas Adolfo (duas vezes), o Recife Mariners manteve a invencibilidade contra o rival citadino Recife Pirates e conquistaram a 12ª vitória no 12º Clássico dos Mares. O confronto ocorreu no último sábado (9), no Estádio dos Aflitos, na capital pernambucana, pela pela semana 1 da Superliga Nacional.

Confira a classificação da Superliga Nacional

A vitória dos Mariners foi construída na primeira jogada da partida, quando Frajola, que voltava ao time após três anos, retornou o kickoff para touchdown. Na tentativa de ponto extra, o snap saiu ruim e o holder Júlio Adeodato converteu dois pontos através de uma corrida. Mesmo com o score em 8 a 0, os donos da casa não tiveram tranquilidade.

A defesa dos Pirates provou que está bem montada para a competição de 2016 e apertou o ataque da mandante durante todo o duelo. O único problema dos rivais é que a defesa dos Mariners seguiu com o mesmo ritmo das últimas temporadas e não permitiu que os norte-americanos Sanchez Holder e Andrew Griffin pudessem produzir para os Pirates. Sem êxito no ataque, os visitantes conseguiram pontuar no segundo quarto através de uma interceptação do safety Thuran Cedric e deixaram o placar em 8 a 7.

Os Mariners ainda tentaram mudar o panorama, quando o head coach Lucas Cisneiros promoveu o quarterback americano Alex Niznak no lugar de Rafael Tavares, mas a medida surtiu pouco efeito. Ainda sem entrosamento, Niznak até que achou alguns companheiros, mas comprovou que o treino será essencial para seu entrosamento com a equipe.

As sequência de trocas de bola e da boa postura das defesas durou além do intervalo. Foram vários punts de ambos os lados. Apenas na segunda posse de bola do terceiro quarto que os Mariners voltaram a pontuar. Quando precisava de apenas uma jarda para uma nova série de descidas, o running back Lucas Adolfo quebrou vários tackles, avançou quase 10 jardas para colocar 15 a 7 no placar.

Com uma posse de bola atrás, os Pirates começaram a se soltar mais na partida, mas não conseguiram o efeito necessário. Não conseguiram aproveitar o field goal perdido pelos Mariners e quando estiveram na redzone não converteram as quatro tentativas e devolveram a bola.

Para finalizar a partida e deixar o clima menos tenso, os Mariners marcaram mais um touchdown através de Lucas Adolfo, quando o Alex Niznak correu e antes da linha de scrimmage passou para o camisa 44 fechar a partida. O placar foi fechado em 21 a 7 após a tentativa de ponto extra não ter dado certo.

A vitória coloca o lado azul de Recife na liderança do Grupo B da Conferência Nordeste com campanha 1-0. O próximo compromisso dos marinheiros será no dia 6 de agosto, contra o América Bulls (0-0), em Natal.

Já a metade preta da Capital inicia a temporada na lanterna do Grupo A do Nordeste com retrospecto 0-1. Os piratas tentarão a reabilitação no dia 23 de julho, quando recebem o Ufersa Petroleiros (0-0).

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment