Santos Tsunami surpreende Ponte Preta Gorilas com shutout na SPFL

Santos Tsunami arranca na liderança da Conferência N da SPFL. Foto Matheus Ornellas/Divulgação/Futebol Americano Brasil

Na abertura da semana 2 da Série Diamante da São Paulo Football League (SPFL), o Santos Tsunami aplicou um shutout de 27 a 0 contra a Ponte Preta Gorillas. O jogo foi realizado no gramado do estádio Comendador Agostino Prada, em Limeira, na tarde deste sábado (23).

Confira a classificação da SPFL

O Santos Tsunami começou a partida anotando um touchdown já em sua primeira campanha. Após punt da Ponte Preta e duas boas corridas do running back Ferrari, a equipe da baixada santista abriu o placar com halfback Pichu.

Enquanto o ataque ponte pretano não conseguia chegar ao campo de ataque adversários, o Tsunami seguia abusando nas jogadas terrestres, e novamente em uma corrida de Pichu, chegou ao segundo touchdown do jogo.

Antes do término do primeiro tempo, o Tsunami chegou ao seu terceiro touchdown. O signal caller Junior mandou a bola em direção a endzone e o receiver Usain fez a recepção, fechando a primeira etapa com o placar de 20 a 0 para o Santos.

O ritmo do jogo diminuiu no segundo tempo, com a Ponte Preta ainda encontrando dificuldade para ameaçar a equipe santista.

Já o Santos Tsunami ainda anotou mais um touchdown, desta vez com o linebacker Felipe Pitta, que após bloquear um punt ponte pretano dentro da endzone, garantiu mais seis pontos a favor da equipe da baixada santista, que ainda converteu o extra point.

— A equipe do Santos estava meio apreensiva por conta da estreia. Mas com o touchdown anotado na primeira campanha, conseguimos nos acalmar e construir um placar que possibilitou sair com a vitória. Quanto ao touchdown que anotei, fiquei muito feliz, pois, a galera do time sempre tirou sarro por conta de um touchdown que fiz no ano passado e não foi válido. Desta vez a arbitragem confirmou — comentou Pitta após o jogo.

Do lado dos Gorilas, o head coach Vinny Menezes comentou sobre o revés sofrido na estreia na fase regular.

— Não foi o resultado que esperávamos. Apesar de esperar uma certa dificuldade, havia uma expectativa de um jogo mais equilibrado. Apesar do resultado adverso, não cometemos nenhum erro tático durante a partida, e o que precisamos fazer agora é corrigir a parte técnica, para conseguir bons resultados daqui para frente — disse.

O resultado coloca o Santos Tsunami na liderança da Conferência N com campanha de 1-0. O time volta a campo no dia 7 de abril, quando os santistas encaram o Limeira Tomahawk (0-1).

Já a Ponte Preta Gorilas arranca na parte debaixo da N com 0-1. O próximo desafio será no dia 6 de abril, quando o programa enfrenta o São Paulo Monsters (0-0).

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment