Special team do Corinthians Steamrollers segura Ponte Preta Gorilas para assegurar triunfo no wildcard da SPFL

Corinthians Steamrollers volta a semifinal da SPFL. Foto Ira Comunicação

Virou hábito nos jogos do Corinthians Steamrollers na temporada 2018 da São Paulo Football League (SPFL) decidir o vencedor no último lance da partida. E assim como aconteceu diante de Piracicaba Cane Cutters, Jundiaí Ocelots e recentemente a Ponte Preta Gorilas sucumbiram no momento decisivo, e viram os Steamrollers ficarem com a vaga para as semifinais da competição.

Saiba como estão os playoffs da SPFL

Antes mesmo da partida começar, uma surpresa: principal jogador da Ponte Preta Gorilas nesta edição da SPFL, o quarterback Casey Frost não foi ao Estádio Municipal Carlos Ferracini, em Caieiras, desfalcando a equipe campineira.

Do lado corintiano, o signal caller Matheus Torres estava com problemas no pulso esquerdo, mas participou do jogo inteiro, sendo um dos grandes nomes da emocionante partida que definiu o último semifinalista do estadual.

O primeiro quarto foi de muitos erros dos dois ataques, sendo que apenas o Corinthians conseguiu tirar o zero do placar, com um field goal convertido por Emerson Martins.

No segundo quarto, o ataque da Ponte Preta claramente sentia falta de Frost e não conseguia avançar uma jarda sequer. Pressionada em sua própria endzone, acabou sofrendo um safety. A vantagem corintiana aumentou ainda mais na campanha seguinte com uma ótima jogada de Matheus Torres, que achou um espaço na defesa dos Gorilas e correu para anotar o touchdown.

Com 11 a 0 a favor dos Steamrollers e uma Ponte Preta que claramente parecia perdida em campo sem Frost, tudo levava a crer que a vitória corintiana seria bem diferente do sofrimento que foi nos dois jogos anteriores dos paulistanos. Mas, foi então que o defensive back americano Joshua Canup deu as caras na partida.

Com a camisa 46 do Gorilas e improvisado como quarterback, Canup passou a liderar a Ponte Preta em uma incrível reação, e antes da partida ir para o intervalo, anotou o touchdown e ainda garantiu a conversão de dois pontos do extra point, deixando o placar em 11 a 8 a favor dos Steamrollers.

O terceiro quarto começou de forma bem semelhante ao início da partida, com as duas equipes errando lances simples como o snap, e apesar de não conseguirem repetir a intensidade do quarto anterior, os Steamrollers conseguiram aumentar a vantagem com um touchdown anotado por Guilherme.

Com 18 a 8 a favor no placar, tudo que se esperava do Corinthians era que controlasse o jogo e gastasse o tempo. A Ponte Preta não conseguia encontrar espaços, apesar de todo os esforço de Canup. Tudo levava a crer que o field goal convertido por Marco Antônio, seria o último respiro do Gorilas na competição.

Dentro dos dois minutos finais de partida, o Torres tomou uma decisão que colocou em risco a vitória corintiana: optou por uma arriscada quarta descida ao invés de um punt, e acabou sendo sacado. A Ponte Preta partiu então para o tudo ou nada, e Joshua arriscou um passe longo para a endzone, o qual teve a recepção de Vinicius.

Com o touchdown anotado pela Ponte Preta, o placar ficou em 18 a 17 para o Steamrollers, e a decisão ficou nos pés do kicker Marco Antonio, no último lance da partida. Mas o camisa 10 ponte pretano não conseguiu converter o field goal, e a vitória ficou com o Corinthians.

Esta foi a terceira vitória consecutiva do Corinthians no último lance de jogo. Agora, a equipe voltará a campo contra o Rio Preto Weilers, a única equipe que venceu os Steamrollers na competição até o momento. A partida será realizada no dia 8 de julho no Estádio Bruno José Daniel, em Santo André.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias, no Instagram em @futebolamericanobrasil_ e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment