October 28, 2021
Produtos ganham adesão à medida que se fazem presentes nas dietas alimentares. Foto LYFE Fuel/Unsplash/Futebol Americano Brasil

A importância da suplementação alimentar para treinos de futebol americano

Tempo aproximado de leitura:9 minutos, 12 segundos

Produtos ganham adesão à medida que se fazem presentes nas dietas alimentares. Foto LYFE Fuel/Unsplash/Futebol Americano Brasil

Calma. Ninguém vai te dizer para trocar seu frango grelhado, temperado, por uma dose de whey protein. A suplementação alimentar é uma ferramenta cada vez mais presente em processos de reeducação alimentar, também conhecidos como dieta. Antes de mais nada, é preciso entender o motivo da utilização destes produtos.

Confira dicas de famosos pratos para acompanhar o futebol americano

Alimentar-se é algo inerente aos seres vivos. Todos precisamos comer para adquirir os nutrientes, vitaminas e substâncias necessárias para o funcionamento cotidiano do nosso corpo. Com o passar do tempo, é verdade que as refeições passaram a ter funções um pouco diferentes em nossas vidas. Em muitas famílias, um bom almoço significa reunir a família. Em outros casos, a comida saborosa é um atrativo para comer mais e mais, além da saciedade, por puro prazer. Há ainda um grupo que opta por opções rápidas e saborosas de comida, e que não perdem a oportunidade de buscar um fast food.

Infelizmente, a proporção entre sabor e saúde não andam juntas na maioria dos casos. São produtos ricos em gorduras, sódio, açúcares, e que acabam por privar muitas funções do organismo, e, com o tempo, oportunizando diversas doenças, muitas delas graves.

Por isso que é importante, mesmo para aqueles que não querem emagrecer, tampouco ganhar massa muscular, consultar-se com um nutricionista. Ao avaliar o cotidiano alimentar do paciente, o nutricionista, especializado em alimentação, poderá indicar produtos, dietas – e porquê não – suplementos alimentares para você atingir o ápice do funcionamento do seu corpo, com saúde.

Nosso corpo é como se fosse uma máquina. Suponhamos que seja como um carro: um automóvel precisa de uma boa gasolina, óleos e lubrificantes de qualidade, bons pneus, tudo para exercer com o máximo de qualidade a sua função. Nosso corpo não é muito diferente. Ele faz uso de três macronutrientes e diversos micronutrientes para funcionar regularmente. Os macro são: proteínas, carboidratos e lipídios (gorduras). Já os micro são, por exemplo, as vitaminas que nosso corpo precisa. Então, por melhor e mais prazeroso que seja fazer nossas refeições, sua função não é dar prazer, e sim, fornecer tais substâncias para nossa sobrevivência.

Influência dos suplementos no treinamento, por Emmanuel Cony

Quando falamos sobre o treinamento para o futebol americano, deve-se compreender que isto vai além dos treinos coletivos no campo e drills, pois ele começa na verdade com a estruturação corporal do atleta – já que este é um dos esportes mais completos em relação as valências físicas que são necessárias para prática eficaz e em alta performance – dentro da sala de musculação, a procura de um corpo forte, potente e resistente.

O treinamento dentro da sala de musculação é a primeira parte do processo de um atleta de futebol americano (principalmente referente ao nosso cenário brasileiro, onde a maioria dos atletas inicia tardiamente no esporte), e após isto, quando este já possui um mínimo de estrutura corporal que possa aguentar tantos os treinos físicos quanto os contatos, (por isso o corpo precisar ser forte: para prevenção de lesões), aí sim ele estará pronto para iniciar a segunda parte do processo, que é ser introduzido aos treinamentos coletivos em campo e drills.

Quando falamos de suplementos para o aumento da performance esportiva, precisamos ter em vista que eles são complementos à alimentação do atleta, e a grande maioria dos seus benefícios você pode encontrar nos alimentos, sejam em nutrientes macro ou micro, e por conta disto, é sempre necessário o acompanhamento de nutricionista para que não seja feito o uso deles de forma errônea e até mesmo acabe por desperdiçar o seu dinheiro com isto.

Então, dentro dos suplementos citados, o que eu, Emmanuel Cony, treinador há 8 anos de musculação e 4 há procurando promover a performance de atletas para o futebol americano (já que também sou atleta desde então), vejo como relevante poucos deles, já que a grande maioria é fornecida pelos alimentos.

Dentre estes, os que têm relevância e que podem ser utilizados, como comprovado em diversos estudos já feitos com atletas tanto da National Football League (NFL), mas em suma maioria em atletas da D1 do college football, são a creatina e maltodextrina. A creatina é um excelente suplemento, que pode auxiliar tanto nos treinos de força na musculação quanto nos treinos em campo, já que ela ajuda a promover um maior aporte energético dentro das células, produzindo assim mais resistência e consequentemente auxiliando no processo de ganho de força e possivelmente de hipertrofia. Já a maltodextrina, é uma opção de suplemento durante o treino, visto que nesse período ocorre a redução de energia muscular (glicogênio) e essa redução está diretamente relacionada à queda na performance durante o treinamento. Então ela pode ser usada nos treinos, principalmente de longa duração, como os de campo.

Além de tudo isto, outro fator importante a se falar é que o gasto energético durante um treino de musculação é muito menor que um treinamento com a equipe em campo, já que este segundo costuma ter uma duração longa. Por isso o trabalho de um nutricionista se faz necessário: para calcular esse gasto durante o treinamento, e assim idealizar as melhores estratégias para o atleta, inclusive no que comer ou suplementar durante um treino longo.

O mais importante a se destacar é o tamanho da importância do papel do nutricionista dentro da performance do esporte, visto que ele além de auxiliar em todo processo e organização da melhor dieta para cada indivíduo, de acordo com o seu objetivo, também precisará trabalhar junto a um treinador, o que torna assim ambos trabalhos essenciais na busca pela melhor condição física do atleta.

Quando procurar um nutricionista

Sempre que possível. Somente um especialista poderá identificar quando não conseguimos atingir estas metas diárias de nutrientes através da nossa alimentação. A partir desse diagnóstico, uma série de protocolos podem ser instaurados para qualificar sua alimentação diária, e então os suplementos alimentares poderão ser prescritos pelos nutricionistas caso seja necessário.

— Por isso, a procura por um nutricionista é tão importante, não apenas para quem deseja mudar o físico, e sim, para todas as pessoas. Os profissionais identificam estas possíveis deficiências nutricionais, e buscam um melhor funcionamento do corpo — aborda a nutricionista Daniela Orth.

Um fator que precisa ficar claro aqui é que é extremamente possível atingir os níveis necessários destes nutrientes somente com a alimentação. Principalmente as pessoas que não desejam adquirir muita massa muscular, ou ser um fisiculturista. Os bodybuilders, por exemplo, possuem uma dieta altamente calórica e necessitam de altíssimas quantidades de macronutrientes calculados para evitar que o atleta engorde, e sim, aumente a massa muscular, explica Orth.

Um atleta que costuma mostrar sua vida nas redes sociais é Fábio Rezende, conhecido como Fábio Giga. Campeão Overall em março de 2020 do campeonato amador mais disputado do mundo, o Arnold Classic Ohio, Giga fala em seus vídeos no YouTube que chega a ter — em determinado período de preparação — uma dieta de 8 mil calorias.

— Parece fácil, se considerarmos que a alimentação de quem não é atleta passa por diversas guloseimas, porém, para eles, é preciso chegar nessa quantidade em alimentos através de uma dieta limpa, com comida de verdade, ou seja, nada de fast food — explica a nutricionista.

Atingir as metas que estes esportistas precisam, somente com alimentos sólidos é realmente difícil e para isto, a suplementação aparece como grande aliada. Mas como dito anteriormente: não saia por aí trocando sua ala minuta por potes de Whey, você não precisa disto. Procure por um nutricionista, explique suas metas e desejos, que será indicado os melhores alimentos — e talvez suplementos — para seu corpo funcionar da melhor forma possível.

Os suplementos alimentares mais famosos são

As informações a seguir foram avaliadas pela nutricionista Daniela Orth, que assim as referendou.

Whey Protein: é um suplemento de proteínas, e provavelmente este seja o mais conhecido do público. Ele é em sua maioria formado através da proteína do soro do leite, em alguns casos da carne e ainda há versão vegana com a proteína da ervilha. Pode ser recomendada para que a quantidade de proteínas a serem ingeridas no dia seja alcançada, esta é uma das vantagens do Whey, e além disto, tem a vantagem pelo fato de que ele entrega um alto número de gramas de proteína de rápida absorção para o organismo, sem dar a sensação de estufamento do estômago. Para efeitos de comparação, segundo a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TACO), o peito de frango sem pele, cozido, fornece 31,5g de proteína a cada 100 gramas de frango, enquanto a TOP Whey 3W da Max Titanium, sabor chocolate, fornece 31g de proteína a cada 40g do produto.

Creatina: é uma substância produzida no fígado e nos rins a partir de três aminoácidos. A creatina é comercializada em cápsulas, em tabletes, em líquido ou em pó. No nosso corpo, ela é armazenada nas células musculares, auxiliando no processo de produção de energia para exercícios de alta intensidade. Em outras palavras, ela dá mais energia e aumenta a retenção hídrica intramuscular (conhecida como glicogênio e oriundo de fontes de carboidratos), pois a substância liga-se às moléculas de CHO (glicogênio) do corpo, atraindo-as para dentro do músculo, e isto faz com que o músculo aumente o seu estoque de energia e fique mais denso. Uma comparação para entender o processo de retenção hídrica intramuscular, é imaginar que o músculo seja uma esponja, que absorve a creatina e essa creatina puxa água para dentro dela, deixando a esponja levemente maior.

Maltodextrina: se existe um suplemento proteico, há um para carboidratos, correto? Correto! A maltodextrina é um suplemento à base de maltose e dextrina, e devido a sua estrutura molecular, é classificado como oligossacarídeo. Os carboidratos são nutrientes responsáveis por dar energia ao nosso organismo. Para comparação com outra fonte de carboidratos, a Maltodextrina Growth 1kg sabor limão, fornece, a cada 50g do produto (uma dose), um apanhado de 47g de carboidratos. Enquanto 100g de arroz tipo 1, cozido, fornece 28,1g de carboidratos, segundo a TACO. Para o seu consumo, consulte um nutricionista, para identificar se há necessidade do produto na sua dieta.
Arginina: É um aminoácido, responsável pela produção de óxido-nítrico (gás capaz de promover vasodilatação, aumentando a nutrição e oxigenação muscular) no nosso organismo, também é encontrada em alimentos, não sendo necessária a suplementação, a não ser por indicação de nutricionista.

Albumina: é uma proteína presente na clara do ovo e a principal proteína do sangue. Contribui para o crescimento e manutenção do tecido do corpo e ajuda a diminuir os riscos na perda de massa muscular. Além disto, também é facilmente encontrada nos alimentos.

BCAA: são aminoácidos de cadeia ramificada e são encontrados nas principais fontes de proteínas da nossa alimentação, não sendo assim necessário a suplementação, é basicamente dinheiro jogado fora.

Há ainda outros suplementos muito vistos no desporto, como triptofano, cafeína, dextrose, ioimbina, multivitamínicos em geral, etc, mas, sempre consulte seu nutricionista para identificar a necessidade de uso de algum deles.

Sobre o autor

Leonardo Oberherr

Repórter e narrador. Graduando em Jornalismo pela Unisinos. Fundador do Portal Obertime
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
100 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias, no Instagram em @futebolamericanobrasil_ e curta-nos no Facebook.

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *