September 25, 2021
Mesmo desgastado, novo local de treino gera economia aos jogadores do Piracicaba Cane Cutters. Foto Mauricio Briones/Cane Cutters/Divulgação/Futebol Americano Brasil

Novo local de treinos do Piracicaba Cane Cutters pode gerar economia de R$ 8 mil por ano

Tempo aproximado de leitura:3 minutos, 56 segundos

Mesmo com o gramado desgastado, novo local de treino gera economia aos jogadores do Piracicaba Cane Cutters. Foto Mauricio Briones/Cane Cutters/Divulgação/Futebol Americano Brasil

Na segunda-feira (19), a direção do Piracicaba Cane Cutters anunciou formalmente o uso do Espaço de Lazer Leticia Terezani, localizado no no bairro Campos do Conde, em Piracicaba como novo local de treinos do programa de futebol americano. O novo ambiente de atividades, e apelidado como Arena Cane Cutters, pode trazer uma economia de aproximadamente R$ 8 mil por ano.

Saiba como foi a temporada 2019 da SPFL

Os Cutters já tinham a licença da Prefeitura de Piracicaba para utilizar o gramado para fins esportivos. A preferência de uso estava adquirida desde o final de 2020, entretanto, a equipe realizava os treinamentos em espaço privado e alugado, o que ocasionava uma despesa mensal de R$ 800 aos cofres da associação.

— Podemos usar de sábado e domingo, tanto para as atividades da escolinha, como as atividades de flag e futebol americano — explicou o dirigente de marketing dos Cane Cutters, Mauricio Briones.

A economia gerada na saúde financeira do programa resulta em dimunuição nos valores de mensalidades pagos pelos jogadores do time. O recurso antes orientado a locação de campos agora será repassado às outras necessidades da equipe.

— Esse valor que não está mais sendo usado foi alocado para pagar dívidas na SPFL que foram deixadas pela administração passada, infelizmente. Também pudemos diminuir a mensalidade dos altetas que antes era algo em torno de R$ 70 e hoje eles pagam R$ 35. Claro que no nosso planejamento financeiro também estamos considerando um fundo de reserva para o caso de situações especiais como ônibus, inscrições, etc. — apontou Briones.

— A redução de nossos custos relativos ao aluguel de campo foi repassada aos associados através da respectiva redução nas mensalidades. Na fase mais aguda das restrições impostas pela pandemia, as mensalidades chegaram ao valor de $10, de forma que somente os custos essenciais ao funcionamento da associação fossem cobertos. Assim que implementamos os treinamentos remotos, passamos as mensalidades ao valor de $35 para que iniciássemos um fundo de reserva que possa cobrir, além de nossos custos primários, a reposição de equipamentos necessários ao retorno das atividades presenciais assim que possível. Optamos por reduzir custos ao invés de redirecionar o que eventualmente seria poupado com a isenção de aluguel que passamos a ter com o novo local de treino, em solidariedade a todos que tiveram suas atividades econômicas afetadas pela pandemia através das medidas restritivas impostas pelo governo estadual. — comentou o presidente do Piracicaba Cane Cutters, Luiz Franco.

Um dos primeiros destinos do investimento foi a compra de bolas novas, cones e escada de agilidade.

As limitações do novo espaço de treinos

O Espaço de Lazer Leticia Terezani será primordialmente voltado para execução de drills da unidade de tackle e flag football dos Cutters, uma vez que o campo não tem as dimensões oficiais para realização de eventos oficiais, ou estrutura para receber outros programas, pois, não há banheiros e vestiários no local, nem arquibancada para acomodar os fãs.

Outra limitação é a deteriorização do gramado. Segundo Briones, a direção solicitou ao poder executivo a troca do gramado ou a instalação de relva sintética.

— O plano é a gente continuar oferecendo a todas as modalidades que temos hoje um local comum de treino. Aos sábados pela manhã será destinado a escolinha Cane Cutters de futebol americano. No período da tarde será para o flag masculino e feminino 5 por 5. Nos domingos de manhã para o full pads/tackle — contou.

Mesmo convivendo com um cenário pandêmico por SARS-CoV-2 – o vírus que causa a COVID-19 – os Cutters buscam alternativas para superar os obstáculos do relvado. Atrair investimentos privados é uma alternativa apreciada pela direção.

— Se tivermos uma parceria com empresas privadas, podemos pedir as autorizações do poder público. Hoje, o time não tem aporte financeiro para esse tipo de investimento. Mas, com certeza, havendo interesse de alguma empresa, daríamos todo o suporte técnico. Temos um ótimo relacionamento com a Prefeitura, ereadores e autoridades da cidade. Porém, principalmente agora em tempos de pandemia, torna-se muito dificil aprovar investimentos que não estao diretamente relacionados ao combate do COVID-19 — explanou Briones.

Retomada das atividades presenciais

Ainda sem poder realizar atividades coletivas, devido as restrições sanitárias orientadas pela Secretaria da Saúde do Governo do Estado de São Paulo e do município de Piracicaba, a direção do Piracicaba Cane Cattuers planeja a retomada gradual dos treinos durante este segundo semestre de 2021.

— Retornaremos às atividades na primeira semana de agosto, inicialmente de forma eletrônica e numa segunda fase, assim que estabelecidos os protocolos necessários para a ocasião, de forma presencial em nossa nova casa — disse Franco.

Sobre o autor

Henrique Riffel

Jornalista e editor-chefe do Futebol Americano Brasil. Pós-graduado em Jornalismo Digital pela Famecos/PUCRS. Ex-colaborador do Pro Football e American Football International. Antigo produtor multimídia do Locast Project do MIT/EUA
Happy
Happy
100 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias, no Instagram em @futebolamericanobrasil_ e curta-nos no Facebook.

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *