November 27, 2021
Washington fez parte da equipe que conduziu o Super Bowl LVI da NFL, em Los Angeles. Foto Imperadores/Divulgação/Futebol Americano Brasil

Árbitro da NFL promove aprimoramento para arbitragem no Rio de Janeiro

Tempo aproximado de leitura:2 minutos, 29 segundos

Washington fez parte da equipe que conduziu o Super Bowl LVI da NFL, em Los Angeles. Foto Imperadores/Divulgação/Futebol Americano Brasil

O side, field e back judge da National Football League (NFL), Keith Washington, promoveu gratuitamente na última sexta-feira (18), em um hotel do Rio de Janeiro, um encontro de árbitros de futebol americano do Brasil para assistirem a Tom Beard’s Football Officials Clinic, evento de desenvolvimento da arbitragem nos Estados Unidos.

Confira a agenda de jogos no Brasil e Portugal

Os árbitros foram divididos em turmas, de acordo com a posição de preferência no campo e assistiram palestras como o referee do último Super Bowl, Ron Torbert, e o referee da última final do College Football, Duane Heydt. Após o encerramento do evento, Washington reuniu os presentes no auditório para uma troca de experiências, análise de vídeos e de filosofias de arbitragem.

Para fechar o fim de semana, em Duque de Caxias, os árbitros participaram de um treino do Flamengo Imperadores, onde receberam feedbacks e dicas de Washington. Cada árbitro participou de dois quartos de partida, sendo possível, também, ganhar repetições pensando na temporada de competições estaduais, regionais e nacionais.

O encontro teve árbitros de quatro estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso. O paulista Pedro Barros é árbitro há menos de um ano e esteve no evento. Para ele, essa foi uma grande oportunidade:

— Para mim, conhecer o Keith foi uma experiência incrível. É quase surreal estar no Brasil e poder ouvir um árbitro que apitou o Super Bowl. Tenho certeza que vou levar os ensinamentos e feedbacks do final de semana para toda minha carreira na arbitragem — avaliou.

Washington falou sobre a realização desse evento e a satisfação de ver a aceitação da comunidade.

— Esse ano, eu sabia que vinha ao Rio e, coincidentemente, a data calhou com a Tom Beard Clinic que eu sempre frequentei. A ideia de compartilhar informação com as pessoas era ótima. Coordenamos com a comunidade de árbitros do Brasil a presença deles no evento e eu fiquei muito animado de ver a quantidade de pessoas que compareceram — comentou.

Washington completou sua visão sobre o compartilhamento de conhecimento e como avalia o tempo junto dos árbitros do Brasil.

— Essa foi a minha primeira oportunidade de compartilhar conhecimento com a arbitragem internacionalmente. Até recentemente, eu não sabia que havia futebol americano no Brasil. Ir ao Brasil e compartilhar tudo com eles foi uma tarefa fácil. Não vejo a hora de ter uma oportunidade dessa novamente — disse.

Além disso, Washington destacou a importância de passar os conhecimentos adquiridos na NFL para outros colegas de profissão, uma prática que faz parte do significado de ser árbitro.

— Aqueles que estão na arbitragem entendem o que significa compartilhar conhecimento. Pelos meus mentores, eu aprendi que o conhecimento que recebemos deve ser passado à frente para a próxima geração que está vindo. Eu acredito que estou apto a inspirar essa próxima geração, pois somos todos embaixadores desse jogo — finalizou.

Sobre o autor

Henrique Riffel

Jornalista e editor-chefe do Futebol Americano Brasil. Pós-graduado em Jornalismo Digital pela Famecos/PUCRS. Ex-colaborador do Pro Football e American Football International. Antigo produtor multimídia do Locast Project do MIT/EUA
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias, no Instagram em @futebolamericanobrasil_ e curta-nos no Facebook.

Average Rating

5 Star
 
0%
4 Star
 
0%
3 Star
 
0%
2 Star
 
0%
1 Star
 
0%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *