December 2, 2021
Brasil Onças

CBFA anuncia comissão técnica do Brasil Onças e alia discurso e ações

Tempo aproximado de leitura:2 minutos, 13 segundos

O anúncio de que a Confederação Brasileira de Futebol Americano (CBFA) organizaria sua própria competição nacional em 2021 gerou burburinho nos corredores do esporte no país. Os fantasmas do passado recente de gridiron divido ainda estão vivos no imaginário do torcedor. O que talvez tenha passado despercebido é que, apesar da divisão, a CBFA anunciou que o Brasil Onças será convocado independente de torneio. E ela provou isso já com a comissão técnica.

Saiba como foi a temporada 2021 do BFA

Entre os 11 anunciados pelo head coach Brian Guzman, alguns nomes não surpreendem ninguém. Clayton Lovett e Fernando Alves, coordenador defensivo e coach de linebackers, respectivamente, já prestaram serviços à seleção e a manutenção deles era, no mínimo, provável. Alguns, como Ester Alencar, coach de quarterbacks, surpreendem por ser uma opção excelente e, de certa forma, fora da caixa. Mas os grandes destaques, na minha opinião, ficam para Kevin Veloso, do João Pessoa Espectros, Lucas David, do Recife Mariners, Breno Takahashi e Juan Pablo Terán, ambos do Timbó Rex, como coordenador ofensivo, coach de tight ends, coach de offensive lines e coach de defensive lines, respectivamente.

Mérito e conhecimento todos tem de sobra e acredito que seria loucura não ao menos cogitar esses nomes, mas todos tem algo em comum além das quatro linhas: todas as suas equipes já anunciaram que jogaram o nacional do Brasil Futebol Americano (BFA). Isso mostra que o discurso da Confederação está alinhado com suas ações e que o critério dos Onças deve ser o mérito dos atletas, independente do nacional que suas equipes disputem.

Ainda é pouco, claro, e só teremos plena noção de como as coisas vão ser no futuro. O importante é que o primeiro passo está sendo dado de forma coerente e isso mostra que o racha que temos hoje não é tão grave quanto o que tínhamos na época do extinto Torneio Touchdown.

A lista ainda segue com Bruno Rosa, como preparador físico, Alexandre Ribeiro, coach de running backs, Fabricio Ataíde, coach de wide receivers, e Casey Frost, coach de defensive backs, representando Rio Preto Weilers, Tubarões do Cerrado e São Paulo Spartans, equipes que tem projetos interessantes e que tem mostrado bons resultados nas últimas temporadas.

Essa equipe deve ficar até a Brasil Onças Week, a ser realizado de 20 a 26 de março de 2022, quando a seleção entre em campo para enfrentar o Europe Warriors. Vai ser interessante acompanhar a convocação, especialmente em porque nessa época todas as equipes vão ter definido seu futuro em relação ao nacional. De qualquer forma, o futuro do futebol americano jogado no Brasil já me parece um pouco menos nublado que na semana passada.

Sobre o autor

Leonardo Siqueira

Jornalista. Produtor de conteúdo no Futebol Americano Brasil. Assessor de Imprensa da Federação Paranaense de Futebol Americano
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias, no Instagram em @futebolamericanobrasil_ e curta-nos no Facebook.

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *